Empresas

pré-incubada (8)

BlinDog

pré-incubada

BlinDog: produtos tecnológicos para o bem estar dos pets A Blindog, startup que vem ganhando cada vez mais destaque no cenário empresarial nacional e internacional, é uma empresa que nasceu do amor aos pets. A startup está inserida no programa de pré-incubação da Inova Metrópole e desenvolve produtos tecnológicos voltados para o bem estar e qualidade de vida dos cachorros. O seu primeiro item é a “coleira inteligente”, que guia os animais cegos para que eles consigam desviar de obstáculos. O equipamento funciona por meio da identificação desses obstáculos, emitindo alertas vibratórios no momento em que o animal deve desviar, condicionando-o ao estímulo negativo da vibração. A equipe da startup é formada por Luana Wandecy, engenheira da computação e mestre em Tecnologia e Inovação, e Natália Dantas, administradora e chefe de planejamento da empresa. A BlinDog foi criada no Startup Weekend em 2015, por meio do desenvolvimento da coleira, em 24 horas, durante uma competição. A ideia surgiu da necessidade que Luana observou em sua cachorrinha, Princesa, já idosa na época. “Eu tinha uma cachorra cega e ela batia muito nos móveis e nas paredes e eu não encontrei nenhuma solução que se adequasse a ela. A única que existia era um bambolê, que era pesado e pra ela não dava certo”, lembra a empresária. A solução criada por ela ganhou o segundo lugar na competição e, em 2017, um lugar na incubadora de empresas do Instituto Metrópole Digital (IMD). Por meio de seus produtos inovadores, a BlinDog tem colecionado prêmios em eventos de empreendedorismo Brasil afora, como por exemplo a premiação de destaque recebida, em 2018, no programa de capacitação em empreendedorismo inovador da InovAtiva Brasil, maior iniciativa de aceleração de startups do país. Seguindo o objetivo de se tornar referência em produtos tecnológicos para os pets, a BlinDog já tem em mente um segundo produto, que segue a mesma lógica da coleira, mas agora para cachorros “teimosos”. “O produto funciona assim: se você não quer que seu cachorro suba no sofá ou na cama, então coloca uma “tagzinha” nele e outra em todos os lugares que você não quer que ele se aproxime. O funcionamento é parecido (com o da coleira): vibra e ele se afasta”, explica Luana. Em fase de testes, esse segundo produto tem previsão de lançamento no mercado para o ínicio de 2020. Saiba mais sobre a BlinDog no site www.blindog.com.br.  

DrinkApp

pré-incubada

DrinkApp: o delivery da bebida alcoólica Em momentos de lazer e de confraternização, praticidade e rapidez são sempre bem-vindas. Ainda mais quando o assunto é bebida, item indispensável para celebrar e curtir a vida em boa companhia. Pensando nisso, a empresa B2Soft, vinculada à incubadora de empresas Inova Metrópole, do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), desenvolveu o aplicativo DrinkApp. O produto foi lançado na primeira quinzena de abril de 2019 e oferece aos consumidores a opção de fazer pedidos delivery de bebida alcóolica às lojas vinculadas ao aplicativo. “A ideia é fazer com que a pessoa que está lá no churrasco com os amigos, ou em qualquer outro lugar, não precise se deslocar até uma loja pra comprar a bebida, basta fazer o pedido e pagar pelo produto e pelo frete”, explica Miguel Rocha, sócio da B2Soft e idealizador do DrinkApp. Além de ser um aplicativo inovador na área de TI, o modelo de negócios proposto pela empresa desenvolvedora da DrinkApp oferece facilidades para todas as áreas alcançadas. Com a praticidade de se pedir em casa, o aplicativo traz mais liberdade de escolha para o cliente. “Muitas vezes, comprar a cerveja por um preço mais barato e pagar pelo frete sai mais em conta do que pagar pela mesma bebida em ambientes como hotéis, por exemplo”, aponta o sócio Álvaro Negreiros. A solução também favorece os vendedores de bebida, que contam com uma oportunidade de ampliar consideravelmente o seu número de clientes, já que as compras com o aplicativo podem ser feitas em qualquer bairro de Natal (RN).  A ideia Segundo Rocha, a ideia surgiu após sua participação em evento de tecnologia em 2017. No encontro, foi desenvolvido um projeto similar ao DrinkApp. “Fizemos uma pesquisa de campo e percebemos que a ideia era bastante promissora”, conta Rocha. Após isso, foi constituída a equipe de sócios que se juntaram a Miguel Rocha: Gabriel Signoretti e Álvaro Negreiros, todos formados em engenharia da computação. O trio vinculou a empresa B2Soft à Inova Metrópole em 2018 e continuou a desenvolver o DrinkApp. Segundo Rocha, a atuação da empresa – que desenvolve aplicativos e sistemas de TI – trouxe aos empreendedores uma série de parcerias com empresas do ramo de bebidas, o que ajudou no desenvolvimento de estratégias de venda. “A ideia dessas parcerias é fazer com que o usuário, mesmo acessando outro aplicativo de bebidas, possa ser redirecionado ao DrinkApp na hora de fazer o pedido e comprar o produto, já que é o nosso aplicativo que traz a opção de fechar a compra”, explica Álvaro Negreiros. Segundo os sócios, o número de pessoas que buscam informações sobre promoções e venda de bebida é significativo. São mais de 4,5 mil pessoas a utilizarem sistemas de busca de preços promocionais todos os dias. Após o lançamento do aplicativo, os desenvolvedores do DrinkApp pretendem levar o produto para mais cidades. “Não temos nenhum outro negócio semelhante no Norte e Nordeste e pretendemos, após garantirmos a estabilidade no mercado local, fechar parcerias com mais lojas dessas regiões”, informa o sócio Gabriel Signoretti. Conheça mais sobre o app no site: www.drinkapp.com.br 

Guia Natal

pré-incubada

Pré-incubada oferece turismo personalizado em Natal Fazer turismo não é mais a mesma coisa. Apesar de muitos serem os serviços oferecidos para quem deseja relaxar e curtir as diversas atrações de Natal (RN), o mercado tem se deparado com uma nova demanda trazida pelos viajantes de plantão: o turismo personalizado. Foi pensando nisso que a Guia Natal – empresa pré-incubada da Inova Metrópole, incubadora do Parque Metrópole Digital – passou a desenvolver ferramentas online direcionadas especialmente a essa classe de visitantes, consumidores de turismo personalizado. Segundo José Maria Pinheiro, CEO da Guia Natal, e Meirefran Moura, diretora administrativa da empresa, a proposta é oferecer ao turista a opção de ele mesmo planejar e escolher destinos que fujam do tradicional, já amplamente explorado pelas agências locais. “A ideia é atender aquele visitante que não quer ir apenas aos locais onde todo mundo vai e oferecer mais liberdade para que o turista faça a experiência conforme o seu próprio perfil”, explica José Maria Pinheiro. Segundo Meirefran, esse tipo de serviço destina-se, especialmente, às pessoas que já conhecem Natal e que desejam viver novas experiências na região. Para isso, a Guia Natal contará com a atuação de personal guias, profissionais que atendem às demandas por turismo personalizado nas áreas de lazer, experiência, aventura e religião. “Temos pessoas que preferem viajar de carro com a família, ao invés de um ônibus, por exemplo. Isso é personalizar a viagem, fugir daquilo que as empresas oferecem para as massas e ter total liberdade para ter a experiência que desejar”, aponta Meirefran. Décadas de experiência A Guia Natal já trabalha no mercado do turismo há 20 anos. Nesse tempo, a empresa já foi criadora de um dos principais conteúdos off-line para passeios na região – guias impressos com informações turísticas do Rio Grande do Norte. Hoje, a empresa decide investir em serviços especializados e disponíveis em ambiente online. Segundo José Maria Pinheiro, essa decisão foi tomada após a empesa participar do programa de pré-incubação da Inova Metrópole. “Percebemos que a tecnologia tem mudado consideravelmente a forma com que nossos clientes consomem e pensamos em investir nisso em nossa área de atuação”, relata o CEO. Atualmente, a empresa, pré-incubada há um ano, desenvolve um site institucional e um aplicativo leve com todas as informações para quem busca o turismo personalizado. Além disso, os sócios investem na produção de conteúdo para mídias digitais. Com o novo serviço, a equipe da Guia Natal prevê alcançar um público inicial de 12 mil pessoas. “A área turística de Natal recebe, todos os anos, cerca de 2,4 milhões de visitantes. A nossa proposta é alcançar 2% desse público já no primeiro ano após o lançamento das nossas ferramentas tecnológicas”, informa José Maria Pinheiro.

iFeira

pré-incubada

iFeira desenvolve aplicativo para compras em supermercados com delivery Você já pensou no tempo que desperdiça nas filas de supermercado? Essa é uma das principais reclamações dos clientes desses estabelecimentos. Além disso, é comum lembrar de última hora, já no caixa, de produtos que não foram adicionados ao carrinho.     Agora imagine um aplicativo que, além de possibilitar selecionar todos os itens que você deseja comprar, também faça a entrega em casa, ofereça opções para verificar as diversas redes de supermercados locais, comparar preços e pesquisar quais promoções estão disponíveis. Esse software, com todas as funcionalidades citadas, já existe e está em fase de aprimoramento: trata-se do I Feira. A plataforma vem sendo desenvolvida, desde setembro do ano passado, por uma startup pré-incubada na Inova Metrópole, que leva o mesmo nome do serviço. O I Feira pode ser definido como um e-commerce de supermercados com delivery. De acordo com a sócia-fundadora da startup, Viviane Aragão, ele se constitui em mais do que uma simples aplicação para entregas, oferecendo uma maior variedade de serviços. O aplicativo vai agregar funções que permitirão ao usuário, por exemplo, decidir em qual estabelecimento deseja realizar suas compras, ter acesso às promoções dos vários lugares, comparar preços, além de escolher o comércio por categoria, como supermercado, padaria, sorveteria, entre outros.   “A variedade desse tipo de oferta disponível é uma das coisas mais importantes da plataforma, pois as aplicações desse tipo que existem hoje no mercado não contemplam uma diversidade tão significativa de funções”, aponta a empreendedora.            Desenvolvimento Sócia-fundadora e responsável pela gestão da empresa, Viviane conta que a ideia de desenvolvimento de uma aplicação que atendesse todos esses requisitos surgiu em um momento específico de sua vida, quando teve de morar sozinha e necessitou fazer compras frequentemente.         “Quando eu comecei a fazer compras sozinha, também comecei a procurar alternativas para solucionar essa situação, mas eu não encontrava nenhuma aplicação eficaz para isso, e as que eu achava não resolviam o problema como um todo. A partir daí, comecei a pensar em um projeto, tive a ideia do I Feira e comecei a desenvolvê-la”, relembra. A ideia foi submetida e aprovada no Programa Acelera Inova, da incubadora do IMD, no segundo semestre de 2018. Depois de seis meses de capacitação e da construção de um protótipo funcional, a I Feira ingressou, em abril deste ano, no seu Programa de Pré-incubação. A data de lançamento oficial da plataforma está prevista  para até a primeira quinzena de julho.          Além de Viviane Aragão, a I Feira é formada por Geraldo Júnior, sócio e cofundador da startup, pelo desenvolvedor Henrique Medeiros, pelo Designer André Victor Guedes, e pela engenheira de produção Jéssica Azevedo. A plataforma está prevista para funcionar nos sistemas Android e IOS, além de um site na web no qual o usuário terá acesso a informações a respeito do app.

Salão Simples

pré-incubada

Salão Simples desenvolve plataforma para gerenciamento de salões de beleza Uma plataforma para o gerenciamento de salões de beleza, permitindo ao usuário maior controle sobre a saúde financeira de seu negócio e, ao mesmo tempo, melhorando a experiência do consumidor. Essa ideia, que há menos um ano encontrava-se somente no papel, está sendo desenvolvida pela startup Salão Simples, empresa pré-incubada na Inova Metrópole e que prevê o lançamento de sua plataforma para agosto deste ano. Ingressando na incubadora em abril de 2019, a Salão Simples é uma startup que vem desenvolvendo um serviço que leva o mesmo nome da empresa. Criada para facilitar o gerenciamento de micro e pequenas empresas do ramo da beleza, sobretudo salões, o objetivo da startup é auxiliar aqueles negócios que não possuem uma gerência formal ou profissional. A administradora Fernanda Gabriela, sócia da Salão Simples, explica que a administração financeira é um dos principais entraves encontrados pelos donos desses negócios, e que foi a partir desse “empecilho” que surgiu a ideia de criar uma aplicação intuitiva, rápida e acessível para facilitar a rotina de produção dos salões. “É uma plataforma voltada para que o dono possa ter todo o gerenciamento na palma da mão, sem complexidade alguma, de forma que a gestão do salão se torne algo simples”, afirma ela. Para isso, a Salão Simples agregará funções que incluem agendamento online de serviços, mas que vão muito além disso. Por meio da plataforma, o usuário poderá cadastrar as comandas de seus clientes, obter relatórios sobre os crediários do salão, cadastrar no sistema todas as contas a serem pagas e vistoriar o estoque de produtos, dentre outras funcionalidades.            “Praticamente todos os nossos concorrentes focam no agendamento, mas isso é uma coisa que os salões já conseguem fazer muito bem. Nosso foco é realmente o gerenciamento do negócio, principalmente a parte financeira. É proporcionar que o empreendedor deixe de  anotar tudo em um caderno, que muitas vezes ele nem volta a consultar, para ter acesso a informações no formato de relatório, obter tabelas sobre vários aspectos de seu negócio e tomar decisões baseadas nesse panorama” explica o desenvolvedor da plataforma, Bruno Cípolla. . Startusoft Idealizada e desenvolvida pela administradora Fernanda Gabriela, responsável pela parte de gestão da startup, e pelo graduando em Ciência da Computação Bruno Cípolla, a Salão Simples é o primeiro produto da Startsoft, empresa que desenvolve de soluções em tecnologia sob demanda. Atualmente a plataforma encontra-se em estado de protótipo funcional, e está sendo desenvolvida para operar como app nos sistemas Android e IOS, além de possuir formato para web.

Solarn

pré-incubada

A&B Engenharia oferece inovação no mercado de energia solar Com sol e calor durante todo o ano, Natal é uma cidade muito procurada pelas suas belas praias e pelo clima de verão. Mas a alta irradiação de luz solar se apresenta, também, como uma grande oportunidade de negócios. Foi pensando nisso que foi criada a Aquino & Bouzas Engenharia, empresa que oferece soluções na área de produção de energia solar e projetos de engenharia elétrica. Pré-incubada na Inova Metrópole, desde 2017, a empresa surgiu em 2016, durante uma inesperada conversa entre os engenheiros eletricistas Manuel Bouzas e Pedro Aquino, que mais tarde se tornariam sócios diretores. Segundo Bouzas, ambos procuravam, na época, a melhor forma de exercer suas profissões. Pensando em aproveitar as favoráveis condições climáticas de Natal e fazer uso disso como fator estratégico de negócios, foi dado o primeiro passo para a criação da startup. “Desenvolvermos a ideia inicial e oficializamos a empresa em junho 2017. A proposta é desenvolvermos soluções para problemas que encontramos no nosso nicho de mercado”, relata o diretor. Atualmente, a A&B Engenharia se destaca pelos projetos de engenharia elétrica, especialmente no que diz respeito à energia solar, seu carro chefe. A empresa oferece serviços que vão desde o planejamento inicial até a instalação e manutenção de usinas de energia solar. “Apesar de muitos acharem dispendiosa a instalação das usinas, todo o investimento resulta em um sistema de geração de energia alternativo de fácil manutenção e que garante o retorno financeiro ao cliente, especialmente nos casos em que a conta de energia supera os R$ 300”, aponta Manuel Bouzas. Além de energia solar, o conhecimento técnico adquirido pelos engenheiros permite à A&B Engenharia oferecer uma série de outros serviços. Dentre eles, destacam-se os projetos e instalação de grupos geradores, subestações, iluminação de segurança e diversos estudos e laudos técnicos em engenharia elétrica. Como forma de se destacar no mercado e oferecer inovação tecnológica, atualmente, parte do lucro gerado pela Aquino & Bouzas Engenharia é destinado ao desenvolvimento de um produto totalmente novo no Brasil, a plataforma Solarn.  O dashboard, que ainda está em fase de desenvolvimento, traz três principais vantagens no que diz respeito ao monitoramento da geração de energia solar. A primeira delas é possibilidade do acesso rápido e prático a informações por parte dos clientes. “Atualmente, para saber quanto de energia solar as usinas geram, o cliente precisa acessar uma série de sites diferentes de cada fabricante. Com o Solarn, todas as informações serão acessíveis em um só lugar”, informa o diretor. A segunda vantagem é a estimativa matemática de produção de energia. Com o Solarn, os clientes terão informações não apenas sobre a quantidade de energia gerada, mas também da estimativa matemática de produção dessa energia, obtida por meio de análises de fatores como temperatura, ambiente, vento, entre outros. Além disso, o dashboard prevê um sistema de alerta aos clientes caso a geração de energia não seja a esperada. “O usuário receberá uma notificação automática se a energia gerada pela usina não condizer com a estimativa matemática. Isso facilita bastante o monitoramento por parte dos clientes, que conseguirão saber, de modo fácil, se o sistema elétrico se encontra com algum problema”, avalia o sócio diretor. Segundo ele, esse mecanismo de alerta com baixo custo é novidade no mercado. Para mais informações sobre a Aquino & Bouzas Engenharia, acesse o site: www.aquinoebouzas.eng.br.

Vond.me

pré-incubada

Startup pré-incubada da Inova Metrópole lança marketplace para o comércio natalense Você já se viu na situação de precisar comprar algo e não saber onde procurar? Ou seu problema foi o oposto, tinha várias opções, mas não sabia qual a que oferecia o melhor preço ou produto? Foi a partir dessas necessidades que um grupo de jovens empreendedores criou a Vond.me, empresa que tem como objetivo possibilitar a compra e venda de produtos em lojas locais por meio de uma plataforma online. A plataforma foi lançada na última semana e já está em pleno funcionamento, podendo ser acessada gratuitamente mediante login. O ambiente virtual funciona como um marketplace no qual o consumidor pode pesquisar o produto que deseja encontrar, localizar as lojas mais próximas, verificar os valores e realizar a compra e pagamento do item. A Vond.me é uma empresa pré-incubada da Inova Metrópole, incubadora do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN). Busca Ao realizar uma busca por um determinado produto, a plataforma apresenta quais as lojas mais próximas, de acordo com a localização do cliente. Esse resultado se dá a partir das empresas credenciadas, sendo a Vond.me, portanto, o elo entre o vendedor e o consumidor. A plataforma também integra o pagamento seguro dos produtos, facilitando e dando agilidade ao processo de compra. “O pagamento é feito da forma comum na área digital: fecha-se o ‘carrinho’ do usuário, insere-se os dados do cartão e o processo é finalizado com a inserção dos outros dados solicitados”, explica o sócio encarregado pela área comercial da empresa, Pedro Vasconcelos. O diferencial do marketplace da Vond.me é o fato de estar centrado no comércio online local, evitando a concorrência das maiores plataformas digitais. No entanto, apesar de o foco primário estar na cidade do Natal, que já conta com dez lojas cadastradas, a plataforma é aberta nacionalmente. Além de Pedro Vasconcelos, também fazem parte da Vonde.me os alunos do Bacharelado em Tecnologia da Informação do IMD José da Costa e Philipe Henrique, este último sendo cofundador do empreendimento; e ainda o graduando em Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas do IFRN Victor Wagner. A plataforma pode ser acessada por meio deste endereço compre.vond.me.

WayABA

pré-incubada

WayABA desenvolve solução tecnológica para auxiliar no diagnóstico e tratamento do austimo A Análise do Comportamento Aplicada (tradução em português para a sigla ABA: Applied Behavior Analysis) é uma metodologia da Psicologia utilizada para compreensão do comportamento de pessoas, sobretudo crianças, diagnosticadas com espectro de autismo. Essa técnica, empregada por psicólogos e terapeutas, em breve ganhará um auxílio da tecnologia para melhorar sua eficiência.      Isso porque a startup WayABAs, empresa pré-incubada da Inova Metrópole, está em processo de desenvolvimento de uma solução tecnológica cujo objetivo é auxiliar o “caminho” dos profissionais que aplicam o método ABA.        A função central dessa plataforma será servir como um suporte para digitalização  das informações que são geradas pelo paciente durante a terapia, ou seja, permitir que o terapeuta possa arquivar as informações ainda durante a sessão, poupando seu tempo, além de agregar outras funções que auxiliem no processo terapêutico.   Diagnóstico Diferente de outras plataformas que já estão no mercado, a WayABA é uma solução elaborada exclusivamente para aqueles profissionais que utilizam o método ABA em suas rotinas e, para tanto, vai disponibilizar uma inteligência de dados que agregue aplicações tais como a geração de relatórios e gráficos que possam ajudar o terapeuta no diagnóstico do paciente. “O que a gente tem hoje no mercado são aplicações para digitalização de informações, e isso o nosso protótipo da WayABA já atende. A inteligência dos dados, que é no que estamos trabalhando, é o nosso grande diferencial. A geração de relatórios que descrevem os dados coletados, por exemplo, permitirão que o terapeuta possa tomar uma decisão a partir desses dados organizados”, explica o desenvolvedor da plataforma, David Cassemiro. Ele destaca que outra função específica é a capacidade da própria plataforma de analisar e comparar crianças com perfis parecidos e, a partir da identificação de um padrão, indicar ao terapeuta qual seria o melhor tratamento para aquele paciente. Cassemiro explica que essa sugestão dada pela plataforma seria baseada nos próprios dados armazenados ao longo de seu uso pelo terapeuta. Aceleração e Pré-incubação A ideia de desenvolver uma plataforma que abarcasse todas essas funções e economizasse tempo do terapeuta e do paciente surgiu a partir de uma observação prática de um dos sócios da WayABA, Assis Barbosa. Ao acompanhar o filho diagnosticado com espectro de autismo, ele percebeu, durante as sessões, que os terapeutas perdiam muito tempo com o preenchimento de fichas físicas e com a transposição dos conteúdo destas para uma planilha no computador. Com a ideia de desenvolver um dispositivo que auxiliasse nas atividades dos profissionais que utilizam o ABA, Assis, junto com os atuais sócios, submeteu a ideia ao Programa de Aceleração da Inova Metrópole, em agosto de 2018. Depois de seis meses de orientação e capacitação, o protótipo funcional da WayABA surge e, logo em seguida, a startup é aprovada no Programa de Pré-incubação da Inova Metrópole. Atualmente a WayABA está em fase desenvolvimento e testes, e a plataforma ainda não está disponibilizada no mercado. Interdisciplinar, a empresa tem uma sociedade formada pelos desenvolvedores Assis Barbosa e Manoel Dinabe, pelo engenheiro de produção David Cassemiro, responsável pela gestão de negócios da empresa, e pela psicóloga Adelma Prata. A plataforma está prevista para funcionar como um serviço por assinatura mensal, no qual o usuário pagaria uma taxa para cada paciente atendido, e poderá ser acessada por meio dos sistemas Android e IOS.