Notícias

Comitiva do Encontro Econômico Brasil-Alemanha visita IMD

17/09/2019 | Ascom/IMD | INOVA | VISITA


Uma comitiva de participantes do Encontro Econômico Brasil-Alemanha, que está acontecendo em Natal, realizou uma visita guiada às dependências do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) na manhã desta terça-feira (17). O grupo, formado por mais de 20 empresários e autoridades de entidades públicas e privadas da Alemanha e do Brasil, assistiu a uma apresentação sobre as atividades do IMD e conheceu suas dependências e infraestrutura, incluindo o Parque Tecnológico e a incubadora Inova Metrópole.

O encontro começou com a abertura do vice-diretor do Instituto, professor Adrião Duarte, e teve sequência com uma apresentação do diretor do Parque Tecnológico, Anderson Paiva Cruz. Na ocasião, ele fez um breve histórico da criação do IMD, há 10 anos, da fundação da Inova Metrópole, em 2013, e do próprio Parque, em 2017.

Formação

Anderson Cruz também discorreu sobre a formação oferecida pelo Instituto, descrevendo detalhes de seu Curso Técnico em TI, do Bacharelado em Tecnologia da Informação (BTI) e de seus nove cursos de pós-graduação, inclusive o mestrado e doutorado do Programa de Pós-graduação em Bioinformática. “Trata-se do melhor programa de Bioinformática do Brasil, segundo critérios do Ministério da Educação”, ressaltou ele.

Sobre a infraestrutura do IMD, o diretor do Parque destacou a rede de fibra ótica Giga Metrópole e seus três centros de laboratórios: um voltado para Bioinformática, outro para a área de software e o terceiro para hardware. Além disso, ainda lembrou do Data Center e do supercomputador mantidos pelo Instituto e voltados para dar suporte a pesquisas da UFRN.

Parque Tecnológico

Por fim, Anderson Cruz falou sobre o funcionamento do Parque Tecnológico e os benefícios que traz para as empresas de TI do Estado – o que inclui os serviços oferecidos pelo Parque, capacitações, incentivos fiscais, estímulo ao networking das startups, etc – e sobre a Inova Metrópole. A respeito da incubadora, foi ressaltado o fato de ser a maior do estado e de já ter apoiado cerca de 130 empreendimentos, tendo atualmente 15 empresas em seu programa de pré-incubação e nove no de incubação.

A empresa Gynga foi uma das startups da Inova que apresentaram suas atividades ao grupo

 

A exposição do diretor do Parque foi seguida pela do professor Everton Cavalcante, membro do Projeto Smart Metropolis. Ele lembrou que a iniciativa foi criada em 2015, por meio de uma parceria entre a Prefeitura de Natal e a UFRN. “Já em 2016 começamos a desenvolver soluções voltadas para gestão urbana, segurança, turismo e, depois, educação”, lembrou o docente.

O Smart Metrópoles é um projeto que tem como proposta a concepção e o desenvolvimento de métodos e ferramentas de suporte ao desenvolvimento e implantação de aplicações de serviços na área de “cidades inteligentes. O projeto estabelece parcerias com a Prefeitura do Natal e a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Rio Grande do Norte (SESED).

Mais Indústrias

Após a apresentação, os visitantes seguiram, em dois grupos, para conhecer as dependências da incubadora Inova Metrópole, em especial das startups Void 3D e Gynga. Após isso, eles também foram ao laboratório do Projeto Mais Indústria, onde foram recebidos por alguns dos professores responsáveis pelo projeto, como Ivanovitch Medeiros Dantas da Silva e Gustavo Leitão. Eles expuseram alguns dos sistemas e plataformas criadas ao longo do funcionamento do projeto, desenvolvidas em parceria com empresas como a Petrobras.

Comitiva de participantes do EEBA conhecem Projeto Mais Indústrias, na sede do IMD

 

A visita dos participantes do Encontro Econômico Brasil-Alemanha (EEBA) que vieram ao IMD terminou com a apresentação das dependências do Data Center e do supercomputador mantidos pelo Instituto. Este último é considerado o maior do Norte-Nordeste mantido por instituições públicas, possuindo 2.176 núcleos de processamento.

Encontro

O EEBA está acontecendo no Centro de Convenções de Natal desde o último domingo (15) e sua programação segue até hoje (17). O evento visa reunir comunidades empresariais dos dois países para promover debates e ampliar fluxos de comércio e investimento.

Durante o Encontro Econômico, além de apresentações, discussões e debates sobre negócios e investimentos internacionais, haverá um momento de rodada de negociações. A proposta é oferecer às instituições participantes oportunidades para conhecerem suas atividades e fecharem parcerias institucionais.

 

Parque Metrópole Digital participa de abertura do Edital Centelha

16/09/2019 | ASCOM | EVENTO | PROCESSO SELETIVO | PARQUE TECNOLÓGICO | INOVAÇÃO


O Parque Tecnológico do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) participou, na última quinta-feira (12), do evento de lançamento do mais novo novo edital do programa Centelha – iniciativa nacional que seleciona ideias, startups e empresas inovadoras com menos de um ano de mercado para receberem investimentos financeiros e suportes administrativo e operacional.

As inscrições para a seleção foram abertas no próprio evento, que aconteceu no auditório do Serviço de Apoio às Micro e pequenas Empresas (Sebrae-RN), e podem ser feitas até o dia 14 de outubro por meio do site.

Visando o estímulo ao empreendedorismo e à cultura da inovação tecnológica em empresas potiguares, a chamada pública, que tem como co-executor o Parque Tecnológico, vai destinar um capital de R$ 800 mil ao todo, sendo R$ 600 mil da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e R$ 200 mil do Sebrae-RN.

A iniciativa selecionará 15 projetos e vai oferecer R$ 53 mil para cada um como aporte financeiro para alavancar a ideia. Além disso, os empreendedores selecionados receberão uma série de capacitações, acompanhamentos e orientações proporcionadas pelo Sebrae-RN e pelos integrantes do ecossistema de inovação do Rio Grande do Norte.

Mesmo quem ainda não tem uma empresa formada, mas já tem uma ideia de negócio que seja inovador, pode se inscrever.

Lançamento

A solenidade de lançamento do edital Centelha e a abertura das inscrições reuniu, além de membros do Parque Metrópole, como o seu diretor Anderson Cruz, representantes de incubadoras, das universidades, instituições ligadas à pesquisa, do governo e empreendedores.

Participaram da cerimônia o diretor de operações do Sebrae-RN, Marcelo Toscano, e o diretor superintendente José Ferreira de Melo Neto, que destacou o esforço da instituição para disseminar a cultura da inovação no Rio Grande do Norte.

“Nessa área de inovação, temos resultados a apresentar. Ao todo, temos 21 incubadoras no Rio Grande do Norte, sendo dez somente em campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado (IFRN). Temos um compromisso com o reitor de implantar uma incubadora em cada campi”, aponta o superintendente.

O gerente do Departamento de Desenvolvimento Tecnológico e Subvenção Descentralizada da Finep, Marcelo Nicolas Camargo, veio ao Estado participar do evento e enfatizou a importância da inovação para o desenvolvimento do país e das empresas brasileiras.

“Só vamos conseguir aumentar produtividade das empresas do Brasil se investirmos em inovação, principalmente entre as micro e pequenas empresas, cujo índice de inovação é baixíssimo nesse tecido empresarial”, ressalta o gerente.

O Edital Centelha é promovido pela Finep e executado pelo Sebrae, tendo como executores a Fapern, Fiern o Parque Tecnológico Metrópole Digital. A operacionalização é da Fundação Certi, em parceria com o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Debates e descontração marcam meetup do Breja & Business

12/09/2019 | ASCOM | EVENTO | EMPREENDEDORISMO | MEETUP


Em clima de descontração e de compartilhamento de ideias, empresários, estudantes e membros do Parque Tecnológico Metrópole Digital participaram, na noite de ontem (11), do Meetup “Breja and Business”, encontro que promove troca de ideias e geração de novos negócios para o mercado.

A primeira edição do Breja aconteceu no final de 2018, na Arena das Dunas, em formato de happy hour. Já nessa segunda edição, o evento aconteceu em um novo formato, que deve se repetir uma vez por mês até o fim deste ano. O encontro realizado no Pittsburg, localizado na Avenida Prudente de Morais, promoveu uma série de debates e discussões sobre Business Intelligence (BI) – tecnologias que coletam, organizam e analisam informações institucionais de modo a auxiliar a gestão de negócios.

Para conduzir os debates, participaram do evento o professor e diretor de tecnologia da informação do IMD, Itamir Barroca, o CEO da empresa beAnalytic, Marconi Medeiros, e o diretor presidente da VarejoMais, Thadeu Oliveira.

Bate papo

Seguindo um modelo informal, com discussões abertas regadas a lanches e bebidas, o Breja and Business teve início com a palavra da gerente do projeto +Empresas do Parque Tecnológico, Dalila Monteiro.

“Esse é um momento pensado especialmente para trazer discussões fora do ambiente formal da academia, com o intuito de disseminar uma nova cultura de compartilhamento e interação na nossa cidade”, introduz a gerente.

Em seguida, tomou a palavra o professor Itamir Barroca, que introduziu o tema business intelligence. Na ocasião, o docente falou sobre o conceito, sua importância, metodologias e como essa tecnologia pode ajudar os mais diversos negócios nos dias de hoje.

“Podemos dizer que BI é a intercessão entre negócio, gestão e tecnologia da informação (TI). Hoje, essa ferramenta se constitui em um importante auxiliador para quem busca empreender, pois informa, por meio de métricas e análise autônoma de dados, como melhorar o negócio em questão”, explica o professor.

Na prática

Para sair da teoria e trazer uma abordagem prática para a discussão, tomaram a palavra os empresários Marconi Medeiros e Thadeu Oliveira.

Na ocasião, Medeiros aproveitou para contar toda sua experiência com BI e como essa tecnologia o auxiliou na criação de seu negócio, a startup beAnalytic.

“Comecei como estagiário da empresa Nordestão e percebi que trabalhar com business intelligence é uma forma de gerar melhores resultados. Na época, a análise e utilização inteligente de dados gerada pelo meu trabalho rendeu à empresa uma economia de milhões de reais”, conta Marconi Medeiros.

O empresário Thadeu Oliveira também participou do debate, falando sobre os melhores softwares de BI da atualidade – enfatizando o Qlik Sense e o Power BI – e dando dicas para quem quer começar a investir nesse tipo de tecnologia em seu negócio.

“Minha principal sugestão para os iniciantes desse mundo é: escolher um bom software de business intelligence e começar a estudar sobre o assunto. Hoje temos muito conteúdo na internet. Outra dica importante é saber exatamente a usabilidade dessa tecnologia, pois não adianta investir na ferramenta se ela não gerar resultados para a empresa” explica o empresário.

Ao final das apresentações, os participantes puderam sanar dúvidas sobre temas como o futuro do BI para os negócios, processos de inteligência artificial, maturidade de gestão, futuro do mercado de trabalho com a chegada da novas tecnologias, entre outros.

Durante os debates, todos os participantes do Breja and Business receberam chopes duplos e um desconto de 20% em qualquer prato do Pittsburg.

Parque Tecnológico participa de programa que financia em R$ 50 mil ideias inovadoras

05/09/2019 | Ascom/IMD | EVENTO | PROCESSO SELETIVO | INOVAÇÃO


Com o intuito de estimular empreendedorismo e aquecer o mercado tecnológico do Estado, o Parque Tecnológico Metrópole Digital participará, no dia 12 de setembro, do lançamento do programa Centelha, iniciativa nacional que seleciona projetos tecnológicos para receberem investimentos financeiros e suportes administrativo e operacional.

O evento, que acontecerá no auditório do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE-RN), marcará a abertura do edital de seleção para o Programa Nacional de Apoio à Geração de Empreendimentos Inovadores, que, nesta edição, contemplará candidatos potiguares com ideias inovadoras para o mercado.

“A ideia é selecionar projetos de tecnologia que se destaquem e atendam a demandas específicas do mercado e da sociedade, atuando em áreas como administração, construção civil, ciência aeroespacial, entre outras”, explica Rodrigo Romão, vice-diretor do Parque Tecnológico.

Para este edital, a previsão é que sejam selecionadas aproximadamente 15 projetos, os quais receberão subvenção econômica de R$ 50 mil cada. Ao todo, serão disponibilizados R$ 600 mil pela Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) e R$ 200 mil pelo SEBRAE-RN. O Centelha é realizado em parceria com as duas instituições.

Já o Parque Tecnológico participa na condição de co-executor, atuando diretamente com a elaboração do edital e com a composição de equipes responsáveis pela seleção das ideias concorrentes. Todas as informações sobre prazos, cronogramas e demais requisitos serão divulgados com o lançamento do edital.

Seleção

O processo seletivo do programa Centelha é aberto apenas para potiguares e consistirá em três fases distintas, que, juntas, durarão 12 meses em média. A primeira delas diz respeito à análise das ideias, momento em que a banca examinadora avaliará questões como inovação tecnológica, problematização, organização de equipes, entre outras.

Em seguida, os projetos selecionados passarão pela segunda etapa de avaliação, momento em que será analisada a redação do projeto tecnológico considerando fatores como risco e potencial de mercado. Por fim, os finalistas passarão pela última fase: a avaliação do cronograma físico financeiro.

Benefícios

Além da subvenção econômica, o programa oferece aos selecionados uma série de benefícios, como capacitações e suporte para alancar negócios, serviços de parceiros, acesso a incubadoras e potenciais investidores e ampliação de networking e divulgação da empresa.

Para Rodrigo Romão, vice-diretor do Parque Tecnológico, o edital representa uma oportunidade para criação de novas empresas.

“Quem sabe se dessas ideias que surgirem no programa não se criem novas empresas parceiras? Essa iniciativa é interessante para o network e para a composição do ecossistema de inovação empreendedora do Estado”, avalia o Romão.

O programa já foi executado em diversos outros Estados do Brasil, como Paraíba, Sergipe, Bahia, Goiás, Minas Gerais, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Parque Tecnológico realiza evento para conectar empreendedores potiguares

04/09/2019 | Ascom/IMD | EVENTO


Com o objetivo de promover a troca de experiências e gerar a oportunidade de novos negócios, o Parque Tecnológico Metrópole Digital realiza, no próximo dia 11 de setembro, o meetup “Breja and Business”, que nesta sua segunda edição terá convidados que farão exposições sobre o tema Business Intelligence a partir de diferentes pontos de vista.

Voltado para empreendedores, profissionais, estudantes e entusiastas da área de empreendedorismo e tecnologia, o evento é gratuito e acontece a partir das 19h, no Pittsburg da avenida Prudente de Moraes. Para participar basta realizar inscrição, no seguinte endereço eletrônico.

O Business Intelligence, uma estratégia cada vez mais aplicada no mundo dos negócios, tem como base a utilização de dados que, ao serem transformados em informações, auxiliam no processo de tomada de decisões dos gestores de uma empresa ou instituição.

Convidados

O evento vai contar com a participação de três convidados que trabalham, por meio de diferentes áreas, com o Business Intelligence. O primeiro deles é desenvolvedor Marconi Medeiros, fundador da startup beAnalytic, empresa de análise de dados.

Já o segundo é o engenheiro de computação e administrador Thadeu Oliveira. Ele falará sobre sua experiência enquanto diretor-presidente da VerejoMais, empresa que comercializa produtos eletrônicos por meio da representação de grandes marcas, como a Samsung.

O professor e diretor de TI do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), Itamir Barroca, será o terceiro expositor do meetup. Engenheiro de computação, Itamir é mestre em Sistemas e Computação na área de Engenharia de Software e especialista em redes de computadores, tendo atuado no desenvolvimento de sistemas corporativos utilizando a plataforma Java EE e Spring Framework, além de desempenhar a função de analista de sistemas.

A primeira edição do Breja and Business foi realizada em dezembro do ano passado, no Arena da Dunas, e contou com um happy hour que reuniu as empresas credenciadas ao Parque Tecnológico e seus parceiros estratégicos, bem como as startups inseridas nos programas de incubação e pré-incubação da Inova Metrópole. Este ano, além da discussão acerca do tema citado, o meetup também contará com promoções exclusivas oferecidas pelo Pittsburg aos participantes do evento.

 

Fórum Profissional 4.0 traz a Natal a escritora e palestrante Martha Gabriel

04/09/2019 | Ascom/IMD | EVENTO | EMPREENDEDORISMO | INOVAÇÃO


Como se preparar e ter sucesso frente às intensas mudanças que o mercado de trabalho e o empreendedorismo vêm sofrendo com as contínuas inovações tecnológicas: esse é um dos objetivos do “Fórum Profissional 4.0: Futuro do Trabalho”, que acontece na Universidade Potiguar (UnP), unidade da avenida Roberto Freire, às 18h30 do dia 25 de setembro.

Voltado para que estudantes, profissionais e empresários descubram os caminhos do futuro dos negócios promissores, o Fórum já está com as inscrições abertas, que podem ser feitas por meio do site www.unp.br/eventos , ao preço de R$ 20,00. O evento é promovido pelo jornal Tribuna do Norte, Instituto Metrópole Digital (IMD), UnP e Sebrae.

Escritora best seller

A palestra magna do evento será ministrada pela consultora Martha Gabriel, que também é escritora, e palestrante nas áreas marketing digital, inovação e educação. Ela é autora de seis livros, inclusive o best seller “Marketing na Era Digital” e de “Educ@r: a (r)evolução digital na educação”, que foi finalista do Prêmio Jabuti em 2014.

Martha Gabriel também já foi palestrante de quatro TEDx e atua como keynote speaker internacional com mais de 70 palestras no exterior, tendo sido premiada três vezes como melhor palestrante em congressos nos Estados Unidos.

Programação

Mais três palestrantes vão participar do Fórum. Uma delas é a empresária Luana Wandecy, CEO e confundadora da startup potiguar BlinDog, empresa que recebeu neste ano um investimento de R$ 300 mil, durante o reality show Shark Tank, da Sony. O aporte foi feito pelo empresário João Appolinário, presidente e fundador da rede Polishop.

A BlinDog foi startup destaque no programa de aceleração do Inovativa Brasil 2018 e atualmente está no ranking das 30 empresas mais inovadoras do país na área da saúde, de acordo com o Brazilian Pharma e Health. Além de empreendedora, sua CEO é engenheira da computação, mestre em tecnologia e inovação, entusiasta em sistemas embarcados e apaixonada por cães, o que a levou a criar seu principal produto: uma coleira inteligente que ajuda a guiar cachorros cegos.

Redes sociais

O empresário e empreendedor social George Daniel, que possui mais de 2 milhões de seguidores nas redes sociais e é o idealizador do perfil de humor e cultura @SignosNordestinos, também fará parte do evento. Em 2019 ele foi agraciado como destaque no programa de aceleração do YouPix, uma das principais empresas de conexão entre marcas e criadores de conteúdo do país.

Tendo atuado no passado como analista e gestor de mídias sociais, George Daniel já palestrou nas maiores entidades de ensino e negócios do Nordeste, entre elas a UFRN, UFPB, IFRN, SEBRAE-RN, SEBRAE-BA e Campus Party Recife, além da feira de livros FLIQ.

A outra palestrante do “Fórum Profissional 4.0: Futuro do Trabalho” é Maria Rita, estudante de publicidade e empreendedora focada em impacto social. Ela desenvolveu a inciativa Trilha Criativa, que visa transformar o empreendedorismo para crianças em práticas gamificadas, atuando em escolas do Rio Grande do Norte.  Maria Rita já ganhou premiações como o concurso global de habilidades de apresentação da Laureate, Ginga Tank UnP e faz parte do edital de impacto social do SEBRAE-RN. 

 

IMD sedia evento de apresentação do Conecta Startup Brasil no dia 17 de setembro

03/09/2019 | Ascom/IMD | EVENTO | EMPREENDEDORISMO | INOVAÇÃO


O programa Conecta Startup Brasil, que tem o principal objetivo de formar empreendedores e subsidiar a criação e o desenvolvimento de novas empresas de tecnologia, terá um evento de apresentação em Natal no próximo dia 17 de setembro, às 18h, no Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN). A incubadora de empresas Inova Metrópole é parceira estratégica do programa, que vai investir até R$ 100 mil nos empreendimentos selecionados em todo o país. 

A iniciativa do Conecta Startup se constituiu em uma ação conjunta do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e da SOFTEX, em parceria de execução do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O prazo para submissão de propostas foi aberto no dia 27 de agosto e vai seguir até 27 de setembro.

A inscrição para participar do evento do programa em Natal, intitulado “Conecta Startup Brasil - Roadshow Natal/RN” é gratuita e pode ser feita por meio deste LINK.

Público

Tendo como público-alvo “equipes empreendedoras” e/ou “startups em estágio de ideação”, o programa é dividido em quatro etapas principais. A primeira é a fase de preparação, na qual é feito o cadastro dos desafios locais – relacionados a demandas reais de empresas já estabelecidas no mercado – e as capacitações dos empreendedores que queiram inscrever projetos, por meio do método de Educação a Distância (EAD).

Já na “fase de conceituação” serão selecionadas 100 startups, que vão receber o aporte financeiro de R$ 20 mil cada. A terceira fase, de validação, vai escolher, a partir desse número, 50 empresas, que serão financiadas com R$ 30 mil. Esse total mais uma vez vai ser reduzido, por meio de concorrência, sendo escolhidas as 25 finalistas, que receberão R$ 50 mil.

Investidores privados

Ou seja, o valor total que uma empresa que passar por todas as etapas do programa pode receber será de R$ 100 mil, no formato de bolsas do CNPQ. No entanto, mais R$ 100 mil poderão ser investidos por empresas privadas ao término desse processo, totalizando R$ 200 mil.

Apesar do Conecta Startup Brasil apresentar para as equipes concorrentes demandas reais do mercado, as startups ou equipes de empreendedores que queiram concorrer não precisam, necessariamente, desenvolver seu produto ou serviço vinculado a esses objetivos pré-determinados.

Programação

A programação do Roadshow Conecta em Natal vai contar com os seguintes momentos: apresentação do Programa Conecta Startup Brasil e do Edital para Empreendedores; exposição de cases de empresas, compartilhando suas experiências com inovação aberta; apresentações de startups, compartilhando seus erros e acertos no processo de validação do negócio; e o coffee break. Começando às 18h, o evento está previsto para se estender até as 21h30.

Para ter acesso a mais informações sobre o programa, basta acessar a sua página nacional, no seguinte endereço eletrônico. Já o seu edital, com todas as regras e orientações, pode ser encontrado através deste LINK.

 

Exposições e palestras marcam participação do IMD e Parque Tecnológico na Campus Party

19/08/2019 | ASCOM | EMPREENDEDORISMO | INOVAÇÃO


Exposições, palestras e empreendedorismo destacaram a participação do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) e do Parque Tecnológico no maior evento de inovação tecnológica do Brasil, a Campus Party 2019. Acontecendo no último final de semana, no Centro de Convenções de Natal (RN), o encontro de tecnologia contou com estandes de empresas vinculadas à incubadora Inova Metrópole, apresentações sobre ações do IMD, palestras e outras atividades.

A programação do Instituto teve início já na manhã do sábado (16), com exposições sobre o Parque Tecnológico. Na ocasião, visitantes puderam conhecer mais sobre seu funcionamento por meio de banners, folders, vídeos e outros materiais de divulgação. A apresentação aconteceu no estande da Prefeitura do Natal.

Além disso, o IMD também promoveu o pré-credenciamento de empreendedores em tecnologia. Segundo Rodrigo Romão, vice-diretor do Parque Tecnológico, a ação foi uma oportunidade para empresas de tecnologia de todo o Estado estreitarem laços com o Instituto, de modo que, posteriormente, possam criar parcerias com o polo tecnológico que está se formando.

Rodrigo Romão, vice-diretor do Parque Tecnológico Metrópole Digital

 
“Na Campus Party 2019, trabalhamos em duas frentes: a primeira foi uma apresentação mais institucional, falando sobre o IMD e suas ações, e a segunda consistiu em palestras sobre os mais variados temas, como neurociência, robótica, entre outros”, conta o vice-diretor.

O estande ainda contou com a apresentação da plataforma Jerimum Jobs, espaço online criado pelo Parque Tecnológico que divulga oportunidades de trabalho e estágios em várias áreas para o mercado de empresas de Tecnologia da Informação (TI).

Inova Metrópole

Além do estande do Parque Tecnológico, startups vinculadas à incubadora do IMD, a Inova Metrópole, também marcaram presença na Campus Party. Com duas impressoras 3D e amostras de todos os tamanhos e formas, a Void3D aproveitou o evento para divulgar seu trabalho, que, segundo o gerente de projetos mecânicos, Eugênio Paccelly, tem despertado cada vez mais interesse entre os natalenses.

“Muitas pessoas que moram em Natal ainda não têm a noção de que nós conseguimos fazer coisas tão avançadas e elaboradas. Então, apresentar isso para o público em geral tem um valor imenso, tanto para fomentar a impressão 3D em negócios como para fazer o público entender que aqui se faz tecnologia”, conta Paccelly.

Estande da Natal Makers, empresa incubada da Inova Metrópole

 
Outra startup que esteve presente na Campus Party 2019 foi a Natal Makers. Especializada na venda de materiais de hardware e na oferta de cursos de robótica, arduino, entre outras áreas, a empresa contou com uma exposição de seus produtos de robótica, se destacando, principalmente, entre o público escolar.

“Como trabalhamos com soluções como robótica educacional, prototipagem, entre outros assuntos, é notório o interesse por parte das crianças e de professores, que buscam soluções como a nossa para adicionar ao currículo pedagógico. E a Campus Party é uma ótima oportunidade para isso: tornar conhecida nossa empresa e nossos serviços e produtos”, avalia Marcos Oliveira, CEO da Natal Makers.

O evento também contou com estandes das empresas BlinDog e Obrasnet. Nas exposições, os empresários aproveitaram para apresentar suas soluções tecnológicas para o público.

Exposição da startup BlinDog, pré-incubada da Inova Metrópole

 
”Além de mostrarmos as funcionalidades da nossa plataforma tecnológica voltada para construção civil, também aproveitamos a Campus Party para alcançar novos clientes. Qualquer oportunidade é sempre bem-vinda”, conta Luiz Gustavo Bezerra, desenvolvedor de Tecnologia da Informação (TI) da Obras Net.

“Não poderíamos deixar de prestigiar esse grande evento de tecnologia. É uma excelente oportunidade para divulgarmos nosso trabalho, já que nosso produto chama atenção de muitas pessoas”, relata Natália Dantas, empreendedora da BlinDog, empresa que desenvolveu uma coleira especializada para orientar cachorros cegos.

Palestras

A primeira participação do IMD em apresentações da Campus Party 2019 se deu com o debate “Comece sua Startup Global em Natal”.

Para conduzir o bate-papo, foi convidada a professora Iris Pimenta, gerente executiva da Inova Metrópole, o investidor anjo Sérgio Menezes, o gerente de pesquisa e desenvolvimento da empresa Interjato, Hilton Kevin Carvalho, e Monnaliza Medeiros, líder da comunidade de empreendedores Jerimum Valley.

Gerente executiva da Inova, Iris Pimenta participa do debate “Comece sua Startup Global em Natal”

 
Na ocasião, os palestrantes debateram sobre como a forma de pensar, empreender e interagir com o mercado tecnológico pode ajudar um negócio a tornar-se sucesso em todo o mundo.

“O que é comum em empresas do Vale do Silício, por exemplo, é que muitos dos seus empresários pensam de forma diferente da nossa e estão abertos a ajudar. A diferença entre nós e eles não está no nível de tecnologia, mas no mindset. Gerar conexões, trocar experiências e colaborar com outros empreendedores hoje é a chave que abre as portas das startups em todo o mundo”, conta Iris Pimenta.

Arena

A participação do IMD no evento também se deu por meio de uma série de palestras ministradas em uma arena montada ao lado do estande ocupado pela Prefeitura do Natal e o próprio Instituto. Dentre os temas discutidos esteve o de “Jogos digitais no ambiente acadêmico”, com apresentação do professor Charles Madeira, além de vários outros relacionados a aspectos do campo da Bioinformática.

Nesse segundo caso, o professor Sandro José de Souza, do Centro Multiusuário de Bioinformática (Biome), falou sobre “Bio (informática, tecnologia): a grande revolução do século 21”, ocasião em que fez uma breve introdução sobre o campo, seus precursores, implicações no cotidiano e as transformações que está causando e que ainda vai provocar.

Professor do Biome, Sandro José de Sousa fez palestra sobre os impactos da Bioinformática no século 21

 
Em seguida, o também professor do Biome João Paulo Matos tratou do tema “Natal como um hub da Bioinformática no Brasil”, expondo como surgiu a pesquisa em Bioinformática no Brasil e, mais especificamente, como foi criado e funciona o próprio Biome. Já o pós-doutor em Bioinformática, José Eduardo Kroll compartilhou seu percurso profissional na área por meio da palestra “Bioinformática: a profissão do futuro”.

No mesmo espaço, ainda foram tratados de temas relativos a dois projetos do IMD, o Smart Metropolis e o Talento Metrópole, além de ser feita uma palestra CEO de uma das empresas incubadas da Inova Metrópole, Eugêni Pacelly. O CEO da Void 3D discorreu sobre o assunto “Impressão 3D facilitando a sua vida”.

IMD tem participação intensa na segunda edição da Campus Party Natal

13/08/2019 | Ascom/IMD | INOVA | PARQUE TECNOLÓGICO


Inovação, universo digital e empreendedorismo são apenas alguns dos temas  apresentados na Campus Party, uma das maiores feiras tecnológicas do mundo e que este ano realiza sua segunda edição na cidade de Natal. O evento acontece entre os dias 16 e 18 de agosto e contará com intensa participação do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), atuando como um dos expositores do espaço Open Campus, área gratuita e aberta ao público.

Com o tema “Tecnologia para transformação”, a feira acontece no Centro de Convenções, localizado no bairro de Ponta Negra, e conta com uma programação diversificada que estende-se nos turnos da manhã, tarde e noite. Inserido nessa programação, o IMD participa do evento por meio de palestras e exposições, que serão realizadas no stand da Prefeitura do Natal, parceira do Instituto na Campus Party.

Parque

O IMD integra o evento através do Parque Tecnológico Metrópole Digital e da incubadora de empresas Inova Metrópole, ambos expondo nos dois últimos dias de evento, sábado e domingo. O Parque apresentará os benefícios e vantagens que empresas em Tecnologia da Informação (TI) podem obter ao se credenciarem à sua estrutura, além de expor o seu atual estágio de desenvolvimento.

Já a Inova Metrópole atuará no evento por meio de suas startups Void 3D, Natal Makers e Blindog, que apresentarão seus produtos e contarão como inovaram no mercado. Além dessas, as empresas Duna Bioinformatics e Futebol Interativo realizarão palestras especiais sobre temáticas que englobam empreendedorismo, inovação e tecnologia.

As palestras acontecem no sábado, durante o período da tarde (das 15h às 19h), e no domingo pela manhã (10h às 12h) e tarde (15h às 17h). Já as exposições dos produtos das empresas acontecem durante todos os horários de programação dos dois últimos dias de evento.

Além de exporem no espaço Open Campus, as startups Blindog, Natal Makers, Void 3D e Obrasnet também estarão presentes em outras atividades da Campus Party, como o espaço Startup Makers, destinado às empresas apresentarem suas ideias. Esse espaço ficará localizado na parte privada e interna do evento.

Projetos Acadêmicos

Simultaneamente às exposições sobre empreendedorismo e inovação realizadas pelas empresas, o Instituto também vai expor dois de seus projetos realizados no âmbito acadêmico. O primeiro trata-se do Smart Metropolis, cujo objetivo é desenvolver soluções e métodos no contexto das Cidades Inteligentes, e o segundo é o Talento Metrópole, iniciativa voltada a captação, acompanhamento pedagógico e formação acadêmica de jovens considerados com altas habilidades.

Além dos projetos acadêmicos, professores dos Instituto também participarão de palestras oferecidas ao longo da programação do evento. As inscrições para participar da Campus Party seguem abertas até os dias do evento e podem ser realizadas no site do evento