Notícias

Inova Metrópole vira parceira do programa Conecta Startup Brasil

24/05/2019 | Ascom/IMD | INOVA | EMPREENDEDORISMO


 

A Inova Metrópole, incubadora do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), firmou parceria para fazer parte da execução do Programa Conecta Startup Brasil, ação realizada pela Softex (Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro) em conjunto com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC) e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).


O Conecta Startup Brasil trata-se de uma ação realizada por meio de várias fases ao longo do ano, cujo objetivo é fomentar o ecossistema de empreendedorismo brasileiro, conectando-o a demandas reais do mercado.


O programa se encontra com inscrições abertas, até o dia 7 de junho, para uma chamada pública na qual empresas fazem uma espécie de cadastro das demandas que possuem na área de TI e para as quais procuram soluções.


Em seguida, uma outra chamada pública é aberta, desta vez voltada para startups já constituídas, esquipes de empreendedores que queiram criar sua startup ou pesquisadores. Eles se candidatam para desenvolver as soluções tecnológicas demandadas. Para isso, recebem investimentos dentro do Programa Conecta Startup e, em alguns casos, também das empresas interessadas e de investidores.


Como parceira do programa, a Inova Metrópole irá promover eventos, realizar capacitações e oferecer mentorias aos participantes do programa no Estado. A gerente executiva da incubadora, Iris Pimenta, ressalta que tais ações vão se estender não apenas às startups de Natal, mas também para aquelas do interior do Estado, quer seja por meio da eventual vinda de seus representantes até à acidade, quer seja por meio do uso de material de ensino a distância.


A Softex atua como braço executor do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC). Dentre os benefícios do Conecta Startup Brasil para as empresas destacam-se: a inovação de forma mais rápida e acessível; a participação no ecossistema de empreendedorismo; as soluções inovadoras e aderentes às suas necessidades.

O programa funciona de forma similar às incubadoras, contando inclusive com o apoio de centros educacionais e de P&D, rede de mentores e investidores. Para os interessados em mais informações sobre a sua atual chamada pública, ou para se inscrever, basta acessar o seguinte endereço eletrônico.

Inova Metrópole tem intensa participação no Startup Day 2019

21/05/2019 | Ascom/IMD | INOVA | EMPREENDEDORISMO


Maior evento de empreendedorismo inovador do Brasil, o Startup Day 2019 aconteceu nesse último sábado (18) em diferentes capitais do país. Em Natal, o evento contou com a participação dos protagonistas no cenário empreendedor potiguar, levando à cena startups, empreendedores, cases, especialistas em inovação e interessados no tema.

Quem também marcou presença no evento foi a Inova Metrópole, incubadora de empresas do Parque Tecnológico Metrópole Digital. Além de atuar como apoiadora do Satrtup Day, a Inova também participou do espaço “Incubadoras do RN” e, ao lado da Incubadora Tecnológica Natal Central (ITNC), levou ao evento uma programação personalizada, voltada para temáticas como criatividade e inovação.

Para a gerente executiva da Inova Metrópole, Íris Pimenta, a edição de 2019 do evento conseguiu atingir seus objetivos de fomentar o ecossistema inovador potiguar, e promovendo o networking entre os empresários da área digital. Além disso, ela destaca o caráter colaborativo da realização do evento, que contou com a participação de diversas empresas, startups, órgãos e instituições relacionadas ao empreendedorismo no Estado.

“O Startup Day foi um evento muito eclético, descontraído e com muita informação e interação entre as pessoas, o que só tem a favorecer nosso estado e ecossistema. Além disso, foi extremamente colaborativo, porque o Sebrae chamou os atores desse ecossistema para contribuir com sua organização. O Startuup Day entregou muito valor a sociedade, do ponto de vista de formação e capacitação”, destaca a gerente.

Além da Inova, algumas de suas empresas incubadas e pré-incubadas também participaram do Startup Day, como foi o caso da Natal Makers, que promoveu a “Oficina de Robótica e Competição”, e a Void 3D, que levou aos participantes a palestra “Conhecendo impressão 3D”. Também participaram do evento as empresas E-paper, Paytour, e Inovall. Além delas, a assessora de marketing da Inova, Larissa Fernandes, apresentou a palestra “Tirando sua Ideia do Papel”.

Startup Day

Iniciativa do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o Startup Day acontece anual e simultaneamente em diversas cidades do Brasil. Seu objetivo é promover o interesse pelo empreendedorismo ao mesmo tempo em que conecta àqueles que se interessam pelo tema.

Neste ano, em Natal, a programação foi intensa e dinâmica, abordando temas diversos relativos à transformação digital, indústria 4.0, investimento para startups, comunicação, entre outros. Todas as atividades aconteceram na sede de Sebrae RN. 

 

Empresa desenvolve solução tecnológica para auxiliar no diagnóstico e tratamento do autismo

20/05/2019 | Ascom/IMD | INOVA | EMPREENDEDORISMO


 

A Análise do Comportamento Aplicada (tradução em português para a sigla ABA: Applied Behavior Analysis) é uma metodologia da Psicologia utilizada para compreensão do comportamento de pessoas, sobretudo crianças, diagnosticadas com espectro de autismo. Essa técnica, empregada por psicólogos e terapeutas, em breve ganhará um auxílio da tecnologia para melhorar sua eficiência.     

Isso porque a startup WayABA, empresa pré-incubada da Inova Metrópole, está em processo de desenvolvimento de uma solução tecnológica cujo objetivo é auxiliar o “caminho” dos profissionais que aplicam o método ABA.       

A função central dessa plataforma será servir como um suporte para digitalização  das informações que são geradas pelo paciente durante a terapia, ou seja, permitir que o terapeuta possa arquivar as informações ainda durante a sessão, poupando seu tempo, além de agregar outras funções que auxiliem no processo terapêutico.  

Diagnóstico

Diferente de outras plataformas que já estão no mercado, a WayABA é uma solução elaborada exclusivamente para aqueles profissionais que utilizam o método ABA em suas rotinas e, para tanto, vai disponibilizar uma inteligência de dados que agregue aplicações tais como a geração de relatórios e gráficos que possam ajudar o terapeuta no diagnóstico do paciente.

“O que a gente hoje tem no mercado são aplicações para digitalização de informações, e isso o nosso protótipo da WayABA já atende. A inteligência dos dados, que é no que estamos trabalhando, é o nosso grande diferencial. A geração de relatórios que descrevem os dados coletados, por exemplo, permitirão que o terapeuta possa tomar uma decisão a partir desses dados organizados”, explica o desenvolvedor da plataforma, David Cassemiro.

Ele destaca que outra função específica é a capacidade da própria plataforma de analisar e comparar crianças com perfis parecidos e, a partir da identificação de um padrão, indicar ao terapeuta qual seria o melhor tratamento para aquele paciente. Cassemiro explica que essa sugestão dada pela plataforma seria baseada nos próprios dados armazenados ao longo de seu uso pelo terapeuta.

A ideia de desenvolver uma plataforma que abarcasse todas essas funções e economizasse tempo do terapeuta e do paciente surgiu a partir de uma observação prática de um dos sócios da WayABA, Assis Barbosa. Ao acompanhar o filho diagnosticado com espectro de autismo, ele percebeu, durante as sessões, que os terapeutas perdiam muito tempo com o preenchimento de fichas físicas e com a transposição dos conteúdo destas para uma planilha no computador.

Aceleração

Com a ideia de desenvolver um dispositivo que auxiliasse nas atividades dos profissionais que utilizam o ABA, Assis, junto com os atuais sócios, submeteu a ideia ao Programa de Aceleração da Inova Metrópole, em agosto de 2018. Depois de seis meses de orientação e capacitação, o protótipo funcional da WayABA surge e, logo em seguida, a startup é aprovada no Programa de Pré-incubação.

Atualmente a WayABA está em fase desenvolvimento e testes, e a plataforma ainda não está disponibilizada no mercado. Interdisciplinar, a empresa tem uma sociedade formada pelos desenvolvedores Assis Barbosa e Manoel Dinabe, pelo engenheiro de produção David Cassemiro, responsável pela gestão de negócios da empresa, e pela psicóloga Adelma Prata.

A plataforma está prevista para funcionar como um serviço por assinatura mensal, no qual o usuário pagaria uma taxa para cada paciente atendido, e poderá ser acessada por meio dos sistemas Android e IOS.

 

Inova Metrópole e empresas incubadas participam de missão técnica no Vale do Silício

17/05/2019 | Ascom/IMD | INOVA | VISITA


 

Imersão em um dos maiores ambientes de inovação tecnológica do mundo. Essa é a proposta do SEBRAE/RN para a Missão Técnica ao Vale do Silício 2019, que contará com a participação de empresas vinculadas à incubadora Inova Metrópole, no dia 25 deste mês.

A programação é dirigida a startups, incubadoras e empreendedores e promoverá visitas às instalações das maiores empresas de tecnologia do mundo, como Amazon, Pay Pal, Pixar, entre outros.

Para representar a Inova Metrópole, participarão da Missão Técnica membros das empresas Blindog e Mix Internet, além da professora Iris Pimenta, gerente executiva da incubadora do Instituto Metrópole Digital da Universidade (IMD/UFRN).

Para a gerente, as expectativas para a viagem são as melhores possíveis. “Estamos muito animados. A ideia de fazer conexões com os anfitriões desse grande ecossistema de inovação é realmente muito boa e muito importante para nós, empreendedores brasileiros”, ressalta ela.

Roteiro

Com o objetivo de proporcionar o máximo de conhecimento sobre a história e o futuro da inovação e empreendedorismo tecnológico, o roteiro da Missão Técnica, que terá duração de uma semana, abrange visitas a diferentes empresas que aquecem a indústria global e que são referência no serviço que desenvolvem.

Estão inclusos no roteiro espaços como Apple Park (campus da Apple em formato de nave espacial) e sedes da Google Company Store, HP, Netflix, Pixar studios e Yahoo!, além de museus de tecnologia e exposições artísticas.

Além disso, os participantes farão um tour pela cidade de São Francisco, porta de entrada do Vale do Silício, e também conhecerão as universidades de Stanford e de Berkeley, referências mundiais de educação e de produção tecnológica.

“Será uma experiência transformadora para nossas incubadas, tanto para gerar inspiração como para, quem sabe, fazer possíveis negócios com empresas internacionais”, avalia Iris Pimenta.

 

Inova Metrópole participa do Startup Day 2019 com palestra sobre execução de ideias

16/05/2019 | Germano Freitas | INOVA


O Startup Day, evento idealizado pelo Sebrae que acontece simultaneamente em 60 cidades pelo Brasil, terá a sua quinta edição realizada neste sábado (18) e conta com a participação da assessora de Marketing da Inova Metrópole, do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), Larissa Fernandes apresentando a palestra “Tirando sua Ideia do Papel” no Learn Space, na sede do Sebrae em Natal, a partir das 11h.

A proposta é evidenciar casos reais de pessoas que empreenderam com sucesso. “O objetivo é mostrar para as pessoas algumas formas de começar um projeto, qualquer que seja”, destaca Larissa Fernandes. Ela também enfatiza a importância de dar um primeiro passo, que ideias podem surgir a qualquer momento e que para a execução não existe um método único. “Cada empreendedor pode criar o próprio plano de trabalho”, completa.

Larissa também ressalta que alguns negócios podem surgir do contato, desde os profissionais aos pessoais. “Vale a pena você ir atrás das pessoas para conversar porque a maioria dos negócios partem de relações entre as pessoas”, conclui a publicitária.

A palestrante

Larissa Fernandes é formada em Publicidade pela Universidade Potiguar (UnP), Especialista em Big Data pelo IMD e Mestranda em Ciência, Tecnologia e Inovação pela Escola de Ciência e Tecnologia da UFRN. Como experiência profissional, ela já trabalhou na Unimed Natal, Solar Coca-Cola e Ambev. Na Inova, presta assessoria nas áreas de vendas e marketing e é responsável pelas estratégias de marketing da própria incubadora.

Oficina da Inova aborda estratégias de internacionalização de startups

16/05/2019 | Elis Lopes | INOVA | EMPREENDEDORISMO


Você já pensou em internacionalizar a sua startup? Projeção a nível internacional, aumento das receitas e captação de bons talentos para seu time de colaboradores são apenas algumas das vantagens que surgem quando se internacionaliza uma empresa. Esses retornos não aparecem do dia para noite, e ter um bom conhecimento a respeito do assunto ajuda bastante na hora de dar o primeiro passo rumo à internacionalização.

Mas quem é a melhor fonte para falar sobre o assunto? Empreendedores que passaram pela experiência, bem sucedida, de internacionalizar o seu negócio. Foi pensando nisso que a Inova Metrópole, incubadora de empresas do parque Tecnológico, convidou os empreendedores André Jimmy, da Green Pallets e Felipe Neves, da Fix It, participantes do programa de TV Shark Tank Brasil, para discutir sobre o tema por meio da oficina “Investimento e internacionalização para startups”.

Voltada para as empresas incubadas e pré-incubadas na Inova, a oficina aconteceu na tarde desta quinta-feira (16) e foi um momento para orientação, bate-papo e discussão a cerca dos possíveis investimentos que startups podem iniciar e metodologias para internacionalizar um negócio.

Os palestrantes falaram sobre os tipos de investimentos que existem, quais os principais perfis de investidores e os tipos de contratos que existem. Já no que diz respeito à internacionalização propriamente, os convidados deram ênfase ao programa Startup Visa Portugal, projeto que permite a empreendedores estrangeiros abrir sua empresa ou startup em Portugal.

“Aqui no IMD tem várias startups que estão em um nível avançado, então essas empresas podem abrir filiais em outro país e validar um outro tipo de produto em outro mercado. Dessa forma, a internacionalização é muito importante para algumas startups, não só aqueles que já estão bem tracionadas, mas também para aquelas que ainda nem começaram”, explica André.

Os palestrantes também salientaram que a falta de informação é um dos principais empecilhos para o crescimento e projeção de uma empresa a nível exterior, destacando suas experiências no ramo do empreendedorismo.

“No começo da minha startup, quando eu fui procurar investimento não sabia muito sobre o assunto e também não sabia sobre os tipos de contrato. Por causa disso, eu tinha muito receio de que o investidor simplesmente entrasse e quisesse mandar lá dentro e que a gente perdesse o propósito do meu negócio. Porém, depois da orientação correta e de algumas tentativas, vemos que os resultados positivos aparecerem”, relembra André Jimmy.

Empresa desenvolve plataforma para gerenciamento de salões de beleza

15/05/2019 | Ascom/IMD | INOVA | EMPREENDEDORISMO


Uma plataforma para o gerenciamento de salões de beleza, permitindo ao usuário maior controle sobre a saúde financeira de seu negócio e, ao mesmo tempo, melhorando a experiência do consumidor. Essa ideia, que há menos um ano encontrava-se somente no papel, está sendo desenvolvida pela startup Salão Simples, empresa pré-incubada na Inova Metrópole e que prevê o lançamento de sua plataforma para agosto deste ano.

Ingressando na incubadora em abril de 2019, a Salão Simples é uma startup que vem desenvolvendo um serviço que leva o mesmo nome da empresa. Criada para facilitar o gerenciamento de micro e pequenas empresas do ramo da beleza, sobretudo salões, o objetivo da startup é auxiliar aqueles negócios que não possuem uma gerência formal ou profissional. 

A administradora Fernanda Gabriela, sócia da Salão Simples, explica que a administração financeira é um dos principais entraves encontrados pelos donos desses negócios, e que foi a partir desse “empecilho” que surgiu a ideia de criar uma aplicação intuitiva, rápida e acessível para facilitar a rotina de produção dos salões. “É uma plataforma voltada para que o dono possa ter todo o gerenciamento na palma da mão, sem complexidade alguma, de forma que a gestão do salão se torne algo simples”, afirma ela.

Para isso, a Salão Simples agregará funções que incluem agendamento online de serviços, mas que vão muito além disso. Por meio da plataforma, o usuário poderá cadastrar as comandas de seus clientes, obter relatórios sobre os crediários do salão, cadastrar no sistema todas as contas a serem pagas e vistoriar o estoque de produtos, dentre outras funcionalidades.   

“Praticamente todos os nossos concorrentes focam no agendamento, mas isso é uma coisa que os salões já conseguem fazer muito bem. Nosso foco é realmente o gerenciamento do negócio, principalmente a parte financeira. É proporcionar que o empreendedor deixe de  anotar tudo em um caderno, que muitas vezes ele nem volta a consultar, para ter acesso a informações no formato de relatório, obter tabelas sobre vários aspectos de seu negócio e tomar decisões baseadas nesse panorama” explica o desenvolvedor da plataforma, Bruno Cípolla.

Startsoft

Idealizada e desenvolvida pela administradora Fernanda Gabriela, responsável pela parte de gestão da startup, e pelo graduando em Ciência da Computação Bruno Cípolla, a Salão Simples é o primeiro produto da Startsoft, empresa que desenvolve de soluções em tecnologia sob demanda. Atualmente a plataforma encontra-se em estado de protótipo funcional, e está sendo desenvolvida para operar como app nos sistemas Android e IOS, além de possuir formato para web.

 

Empresa incubada da Inova Metrópole fará exposição sobre mercado de impressão 3D no RN

15/05/2019 | Ascom/IMD | INOVA | EMPREENDEDORISMO


A impressão 3D vem se tornando cada vez mais uma realidade cotidiana na indústria e no setor de serviços da economia. Isso acontece devido às muitas vantagens trazidas por essa tecnologia, como é o caso da redução de custos, as possibilidades de customização de produtos e o alto nível de detalhamento de protótipos.

Tendo em vista a atualidade do tema, não é de se estranhar que ele faça parte da programação do maior evento de empreendedorismo inovador do Brasil, o Startup Day, que acontece simultaneamente, no próximo sábado (18), em dezenas de cidades de diversos estados do país. Em Natal, o evento ocorre na sede do Sebrae, em Lagoa Nova.

Estudo de caso

O tema da impressão 3D vai ser discutido, durante a edição do evento em Natal, por meio da exposição de um estudo de caso, intitulado “Conhecendo impressão 3D com a Void 3D”, que será ministrado por um dos sócios-fundadores dessa startup, Eugênio Pacelly. A palestra vai acontecer a partir das 10h e fará parte de uma das seções do evento, intitulada “Incubadoras do RN”.

A Void 3D é uma empresa vinculada à incubadora Inova Metrópole, do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), e que já atua nesse setor há vários anos. Eugênio Pacelly deverá falar, dentre outros aspectos, sobre a abrangência do mercado de impressão 3D e sobre como essa tecnologia age na criação de um produto de alto valor agregado sem a necessidade de um grande investimento.

Até o momento, a Void 3D esteve presente em todos as realizações do Startup Day. “Como é programado anualmente, a gente sempre espera o Startup Day para apresentar, fomentar e ter novos contatos. É um evento com uma vantagem muito grande: ter um público selecionado”, conta Pacelly.

Para mais informações sobre o Startup Day e sua probramação, acesse o SITE.

 

Void 3D

Idealizada como uma empresa de robótica educacional, a Void 3D desenvolveu sua própria tecnologia de impressão tridimensional, que veio para suprir as necessidades variadas da produção de robôs. No entanto, durante sua atuação no mercado, a empresa decidiu mudar os rumos do negócio.

“Fomos pelo caminho de menor resistência, a impressão 3D, porque conseguimos fazer peças muito complexas e diferentes com uma única máquina’, explica Eugenio Pacelly, Ao criar a própria tecnologia de impressão 3D, os sócios da empresa perceberam que era interessante também vender o equipamento. Aos poucos, a Void 3D começou a sair do nicho da impressão para robótica educacional e foi para a indústria.

Hoje, a empresa continua a desenvolver sua impressora, que encontra-se na terceira versão, e também promove pesquisa para a criação de uma máquina de usinagem. Com a impressão em três dimensões, é possível fazer peças de reposição, próteses para a área de saúde – principalmente nos ramos cirúrgico e odontológico – entre outros muitos e diversos materiais.

Além disso, a Void 3D se destaca pelo desenvolvimento de engenharia dentro da empresa. “Quando você faz a sua própria tecnologia e alguma coisa não sai como o planejado, você descobre o que foi e melhora nas próximas versões. É muito melhor eu ter esse controle da do que ser uma apenas empresa que compra esse recurso”, avalia Pacelly.

Palestrante

Eugênio Pacelly é graduado no Bacharelado em Ciência e Tecnologia e mestre em inovação, pela UFRN. Também é aluno do curso de Engenharia Mecânica da mesma universidade e gerente de projetos mecânicos da Void 3D.

 

 

Licenciamento de tecnologias criadas no IMD será tema de evento voltado para empresas

14/05/2019 | Ascom/IMD | EMPREENDEDORISMO | INOVAÇÃO


O Instituto Metrópole Digital, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (IMD/UFRN), vai realizar no dia 29 de maio o evento IMDTech, uma mostra de tecnologia com foco em licenciamento de soluções em Tecnologia da Informação (TI). A ideia é que sistemas desenvolvidos em projetos do Instituto tenham suas funcionalidades e tecnologias apresentadas para empreendedores, que poderão licenciá-los e customizá-los.   

Em evidência, estão sistemas voltados para a área jurídica, que foram desenvolvidos em parcerias com a Justiça Federal e com o Tribunal de Justiça do estado. Além disso, existem soluções no segmento de saúde (oriundas do projeto SigSaúde), e no segmento de Cidades Inteligentes, com foco em segurança pública e integração de dados. Para participar basta realizar a inscrição no LINK.

Área jurídica

No que diz respeito à área jurídica, destaque para o “Botão do Pânico”, uma aplicação que aciona de forma emergencial o serviço de segurança dos magistrados, prontificando as equipes de proteção de forma imediata para atender a ocorrência no local solicitado. Outra aplicação no setor é o “Centro de Inteligência”, um sistema que informa os temas que foram debatidos pelos magistrados junto a um painel de votação, contribuindo para prevenir as demandas repetitivas na Justiça.

Ainda no âmbito judicial, serão apresentados no IMDTech o “Poti”, um sistema que automatiza o serviço de penhora online, e o “Clara”, um sistema eletrônico colaborativo que auxilia na realização de atividades judiciais, monitorando novas ações, anexos e movimentações no processo eletrônico judicial. Além disso, ainda identifica automaticamente as ações que podem ser sentenciadas e possui uma aplicação para recomendar minutas, usando modelos previamente cadastrados.

Saúde

A plataforma SigSaúde, uma das que serão apresentadas durante o evento, foi desenvolvida para integrar as clínicas-escola da UFRN e está modernizando o atendimento nos serviços do setor e levando mais agilidade e precisão para os funcionários e pacientes. O Sigsaúde tem a finalidade de otimizar o fluxo de trabalho, desde o agendamento até o atendimento especializado de cada paciente.

Já o sistema de segurança Campus Seguro, desenvolvido para ser utilizado na UFRN, é o destaque da área de segurança. A plataforma permite que ocorrências sejam notificadas pelos usuários, por meio de um aplicativo de celular, e proporcionem o direcionamento rápido e eficaz de profissionais para a área da notificação.

Cidades Inteligentes

Construído sob o FIWARE, uma plataforma europeia genérica e extensível, capaz de lidar com os requisitos essenciais em Cidades Inteligentes, o Smart Geo Layers é mais um dos sistemas que será exposto no IMDTech. Seu objetivo é unificar urbanos oriundos de várias fontes (geográficas, populacionais, educacionais, de segurança, saúde, etc.) para auxiliar os gestores na elaboração de políticas públicas e nos processos de tomada de decisões.

Licenciamento

Todas essas soluções tecnológicas estarão à disposição dos empreendedores potiguares por meio de licenciamento. Caso um sistema não seja totalmente compatível com o objetivo do empresário, é possível realizar customizações até que a solução se torne plenamente eficaz.