Notícias

Instituto Metrópole Digital realiza primeira edição do IMDTech

30/05/2019 | ASCOM | EVENTO | EMPREENDEDORISMO | TI | TECNOLOGIA


Reunindo professores, empresários e entusiastas do mercado local, o Instituto Metrópole Digital, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (IMD/UFRN), realizou, na tarde desta quarta-feira (29), a primeira edição do IMDTech, mostra tecnológica com foco em licenciamento de sistemas e aplicações.

Realizado pela Diretoria de Projetos do IMD, o evento contou com apresentação de uma série de soluções de Tecnologia da Informação (TI) desenvolvidas por professores e alunos do IMD, voltadas para a área jurídica, da saúde e de cidades inteligentes.

Dividido em três momentos, o IMDTech, que aconteceu na sede do IMD, teve início com as considerações do vice-diretor do Instituto, professor Adrião Duarte. Na ocasião, o docente definiu a função do evento como uma importante forma de expor os trabalhos desenvolvidos pelo Instituto, reafirmando seu papel no apoio ao desenvolvimento tecnológico do Estado.

“Assumimos a missão de desenvolver tecnologias, formar recursos humanos e tornar o nosso Estado um polo de TI. Essa mostra que temos hoje nos dá uma visão dos produtos que estão prontos para a sociedade. É papel nosso, como uma instituição pública, gerar tecnologia e, na medida em que podemos, oferecê-las para a sociedade”, apontou o vice-diretor.

Em sequência, os professores Eduardo Aranha e Thaís Batista, coordenadores do programa de residência em TI junto ao Tribunal de Justiça (TJ) e Justiça Federal (JF) respectivamente, apresentaram os sistemas desenvolvidos para área jurídica.

Logo após, ganharam destaque na mostra as soluções criadas pelo projeto SigSaúde, coordenado pelo professor Itamir Barroca, além do Smart Metrópolis, apresentado pelo docente Nélio Cacho, coordenador do projeto.

Para finalizar o evento, realizou-se uma mesa-redonda voltada à participação do público, que pôde interagir expondo dúvidas e recebendo esclarecimentos.

Tecnologia disponível

As soluções tecnológicas apresentadas no IMD Tech estarão à disposição dos empreendedores potiguares por meio de licenciamento. Caso um sistema não seja totalmente compatível com o objetivo do empresário, é possível realizar customizações até que a solução atenda plenamente a demanda institucional.