Notícias

Inova Metrópole comemora 5 anos de apoio à inovação e ao empreendedorismo

01/08/2018 | Ascom/IMD | EVENTO | INOVA | PARQUE TECNOLÓGICO



O tom de comemoração do evento de aniversário da incubadora Inova Metrópole foi dado logo na primeira exposição do dia, com a fala de saudação feita pela reitora Angela Maria Paiva Cruz, que destacou que os cinco anos da Inova estavam sendo celebrados no mesmo período dos festejos pelos 60 anos da UFRN.

“Quero parabenizar a gerente executiva da Inova, Iris Pimenta, e a todos os que fazem o Instituto Metrópole Digital. Este é um momento bastante singular e estou aqui presente para colocar na memória da universidade o aniversário de cinco anos do programa de incubadoras da UFRN”, afirmou a reitora.

A reitora  Angela Paiva Cruz parabenizou a gerente executiva da Inova Metrópole e à equipe do IMD em sua fala de saudação

O evento se seguiu com a apresentação de um vídeo comemorativo pelo aniversário da Inova Metrópole e uma apresentação feita pela sua gerente executiva, Iris Pimenta, e pelo diretor do Parque Tecnológico Metrópole Digital, Anderson Paiva Cruz, sobre a história tanto da incubadora como do próprio Parque.

Dentre outros momentos, Iris Pimenta lembrou o esforço, nos primeiros anos da Inova Metrópole, em divulgar a cultura do empreendedorismo. Ela ressaltou que só no ano de 2015 a equipe da incubadora realizou ou participou de 45 eventos sobre o tema.

A gerente executiva ainda lembrou a importância, para a incubadora, do apoio tanto do próprio IMD como de instituições parceiras como o Sebrae e a Fiern. “Falar de inovação, de empreendedorismo ainda é muito difícil em nosso estado. Mas somos muito bem acolhidos nessa luta constante e estamos aqui hoje para celebrar e agradecer por tudo o que foi construído”, acrescentou ela.

A gerente executiva da Inova, Iris Pimenta, e o diretor Parque Tecnológico, Anderson Paiva Cruz fazem exposição sobre a história da duas entidades

Dados

Os dados referentes à Inova Metrópole dão a dimensão a respeito da atuação da incubadora. Ao longo de cinco anos, foram apoiados mais de 100 empreendimentos e as empresas que por ela passaram, ou que se encontram atualmente incubadas ou pré-incubadas, geram cerca de 300 empregos.

Além disso, essas empresas movimentaram, entre 2014 e 2016, cerca de R$ 50 milhões e seus produtos e serviços estão presentes em 19 estados brasileiros, além do exterior.

Tudo isso é proporcionado por uma equipe multidisciplinar e uma estrutura física, localizada no quarto pavimento do prédio central do IMD, que corresponde a 2 mil metros quadrados, com três salas de coworking e 30 salas de uso individual, além da infraestrutura tecnológica e de serviços oferecida pelo Parque e pelo IMD.

Mesa redonda

A programação da manhã foi finalizada pela realização de uma mesa redonda, que tratou do tema “Os desafios para empreender no RN”.

O debate contou com a participação do diretor do IMD, José Ivonildo Rêgo, do diretor do Parque Tecnológico Metrópole Digital, Anderson Paiva Cruz, o diretor de inovação da Fiern, Djalma Barbosa da Cunha Lima, o diretor do espaço Sebrae Lab, Carlos Pereira Von Sohsten e o diretor executivo da empresa Inovall, Anderson Igor Câmara de Araújo.

Analisando o quadro do empreendedorismo no estado, Ivonildo Rêgo defendeu que a criação de um ambiente melhor para empreender “é uma construção coletiva e temos enormes desafios. A incubadora é uma criança nesse processo, mas é um elemento importantíssimo para a criação de uma cultura de inovação e empreendedorismo, tanto para fora como para dentro da universidade”, ressaltou ele.

Ainda segundo o diretor do IMD, “a aliança com o setor privado nos traz um aprendizado muito grande e se torna um ponto importante para construirmos alianças com o setor público. Mas o IMD tem justamente este objetivo: trabalhar para construir essa nova cultura”.

Anderson Paiva Cruz, por sua vez, ressaltou que a ideia de integração entre universidade, poder público e iniciativa privada está materializada na própria constituição do Parque Tecnológico Metrópole Digital. “O Parque está dentro do IMD, mas todas essas dimensões estão dentro do seu conselho administrativo: academia, governo e setor produtivo”, disse ele.

Cultural

O gestor do Projeto de Startups e do Sebrae Lab, Carlos Pereira Von Sohsten, também fez referência ao aspecto cultural como um dos obstáculos a serem enfrentados para que se possa desenvolver o empreendedorismo no estado.

Fazendo menção ao trabalho de instituições como o próprio  Sebrae, ele destacou para a plateia que “temos de ser empreendedores para que as coisas possam chegar para vocês antes que vocês percebam do que precisam. É um grande desafio para a gente”.

Já o diretor executivo da empresa Inovall, Anderson Igor Câmara de Araújo, apresentou durante a mesa redonda dados econômico-empresariais do Rio Grande do Norte reunidos e tratados pela sua própria plataforma de big data analytics e geomarketing.

O diretor de Inovação e segundo secretário da FIERN, Djalma Barbosa da Cunha Júnior, ressaltou a dificuldade dos empresários do estado em inovar, dentre outros motivos pelo fato de que 97% deles são micro ou pequenos empresários. “Como ele vai pensar em planejamento estratégico e indústria 4.0 se mal tem tempo de fazer o seu negócio?”. Ele defende que atuação de instituições como a Fiern é importante para se tentar superar esse quadro.

Palestras

Na parte da tarde, a programação do evento seguiu com palestras feitas por diretores de duas empresas incubadas da Inova Metrópole. Uma delas foi proferida por um dos sócios da Void 3D, Eugênio Pacelly, e teve como tema “Impressão 3D para negócios”.

Foram abordados assunto como o funcionamento básico das impressoras, os principais tipos de materiais utilizados na impressão e qual o mercado apropriado ao desenvolvimento desse segmento, além de questões a respeito da prototipagem (construção do projeto a ser impresso) e como começar um negócio nessa área.

Eugênio Pacelly faz uma das palestras do evento: "Impressoras 3D para os negócios"

A outra palestra tratou do tema “Estratégias de comunicação fundamentais para o sucesso” e foi ministrada pela dupla da empresa incubada Quadra Digital, Beto Canuto e Michelly Felipe, respectivamente diretor de criação e diretora de atendimento e relacionamento. A Quadra Digital é uma agência de comunicação e marketing voltada para o planejamento e direcionamento estratégicos de negócios, empresas, startups e profissionais liberais.

O evento terminou, na parte da noite, com o evento organizado pela empresa Startse, cuja palestra central foi  voltada para o tema “A nova economia e o ecossistema de startups”.