Empresas

todas (33)

BlinDog

pré-incubada

BlinDog: produtos tecnológicos para o bem estar dos pets A Blindog, startup que vem ganhando cada vez mais destaque no cenário empresarial nacional e internacional, é uma empresa que nasceu do amor aos pets. A startup está inserida no programa de pré-incubação da Inova Metrópole e desenvolve produtos tecnológicos voltados para o bem estar e qualidade de vida dos cachorros. O seu primeiro item é a “coleira inteligente”, que guia os animais cegos para que eles consigam desviar de obstáculos. O equipamento funciona por meio da identificação desses obstáculos, emitindo alertas vibratórios no momento em que o animal deve desviar, condicionando-o ao estímulo negativo da vibração. A equipe da startup é formada por Luana Wandecy, engenheira da computação e mestre em Tecnologia e Inovação, e Natália Dantas, administradora e chefe de planejamento da empresa. A BlinDog foi criada no Startup Weekend em 2015, por meio do desenvolvimento da coleira, em 24 horas, durante uma competição. A ideia surgiu da necessidade que Luana observou em sua cachorrinha, Princesa, já idosa na época. “Eu tinha uma cachorra cega e ela batia muito nos móveis e nas paredes e eu não encontrei nenhuma solução que se adequasse a ela. A única que existia era um bambolê, que era pesado e pra ela não dava certo”, lembra a empresária. A solução criada por ela ganhou o segundo lugar na competição e, em 2017, um lugar na incubadora de empresas do Instituto Metrópole Digital (IMD). Por meio de seus produtos inovadores, a BlinDog tem colecionado prêmios em eventos de empreendedorismo Brasil afora, como por exemplo a premiação de destaque recebida, em 2018, no programa de capacitação em empreendedorismo inovador da InovAtiva Brasil, maior iniciativa de aceleração de startups do país. Seguindo o objetivo de se tornar referência em produtos tecnológicos para os pets, a BlinDog já tem em mente um segundo produto, que segue a mesma lógica da coleira, mas agora para cachorros “teimosos”. “O produto funciona assim: se você não quer que seu cachorro suba no sofá ou na cama, então coloca uma “tagzinha” nele e outra em todos os lugares que você não quer que ele se aproxime. O funcionamento é parecido (com o da coleira): vibra e ele se afasta”, explica Luana. Em fase de testes, esse segundo produto tem previsão de lançamento no mercado para o ínicio de 2020. Saiba mais sobre a BlinDog no site www.blindog.com.br.  

BOMÉDICO

incubada

Bomédico oferece plataforma para agilizar e facilitar marcação de exames e consultas médicas Startup da Inova Metrópole já conta com 160 clínicas ou profissionais cadastrados em seu serviço Marcar uma consulta parece tarefa simples, mas a demora e dificuldade em conseguir uma data ou médico disponível pode fazer com que o interessado adie o quanto puder essa providência. Foi pensando em superar esse e outros empecilhos, que um grupo de empreendedores desenvolveu o Bomédico, aplicativo que ajuda a agendar consultas e exames de forma rápida e prática. A aplicação disponível para os sistemas Android e iOS é o serviço oferecido pela startup, inserida no programa de incubação da Inova Metrópole, incubadora de empresas do Parque Tecnológico Metrópole Digital. Por meio da plataforma, o usuário pode encontrar o profissional de saúde mais próximo, marcar a consulta desejada 24h por dia e ainda receber notificações sobre o dia da consulta, evitando assim esquecer o compromisso. E também funciona para remarcações e cancelamentos. Ingressando no programa de incubação da Inova em janeiro de 2018, a empresa já conta com 160 clínicas e profissionais da área da saúde cadastrados em seu aplicativo, tais como médicos, odontólogos, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos, ginecologistas, entre outros. Além disso, o app também dispõem da marcação de 50 tipos de exames. O Bomédico também permite que mais de uma pessoa faça uso do mesmo aplicativo. Dessa forma, ao se cadastrar, o usuário pode registrar familiares ou amigos. Para inscrever-se no app, o interessado basta informar nome, telefone, e-mail e criar uma senha para login. Na pesquisa pela consulta, pode-se escolher a cidade, especialidade, subespecialidade e gênero. A equipe realizadora do app é composta pelo CEO da Bomédico, Rilton Campos, o seu gerente comercial, André Tinoco, Bruno Tinoco, o investidor Ângelo Antônio e o advogado André Medeiros, acompanhados de um time de quatro funcionários. “Nossa plataforma não objetiva apenas marcar consultas, mas melhorar a experiência do paciente. Nossa ideia é criar um ecossistema de saúde”, explica Rilton Campos. Saiba mais sobre o trabalho do Bomédico no site: www.bomedico.com.br.

DrinkApp

pré-incubada

DrinkApp: o delivery da bebida alcoólica Em momentos de lazer e de confraternização, praticidade e rapidez são sempre bem-vindas. Ainda mais quando o assunto é bebida, item indispensável para celebrar e curtir a vida em boa companhia. Pensando nisso, a empresa B2Soft, vinculada à incubadora de empresas Inova Metrópole, do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), desenvolveu o aplicativo DrinkApp. O produto foi lançado na primeira quinzena de abril de 2019 e oferece aos consumidores a opção de fazer pedidos delivery de bebida alcóolica às lojas vinculadas ao aplicativo. “A ideia é fazer com que a pessoa que está lá no churrasco com os amigos, ou em qualquer outro lugar, não precise se deslocar até uma loja pra comprar a bebida, basta fazer o pedido e pagar pelo produto e pelo frete”, explica Miguel Rocha, sócio da B2Soft e idealizador do DrinkApp. Além de ser um aplicativo inovador na área de TI, o modelo de negócios proposto pela empresa desenvolvedora da DrinkApp oferece facilidades para todas as áreas alcançadas. Com a praticidade de se pedir em casa, o aplicativo traz mais liberdade de escolha para o cliente. “Muitas vezes, comprar a cerveja por um preço mais barato e pagar pelo frete sai mais em conta do que pagar pela mesma bebida em ambientes como hotéis, por exemplo”, aponta o sócio Álvaro Negreiros. A solução também favorece os vendedores de bebida, que contam com uma oportunidade de ampliar consideravelmente o seu número de clientes, já que as compras com o aplicativo podem ser feitas em qualquer bairro de Natal (RN).  A ideia Segundo Rocha, a ideia surgiu após sua participação em evento de tecnologia em 2017. No encontro, foi desenvolvido um projeto similar ao DrinkApp. “Fizemos uma pesquisa de campo e percebemos que a ideia era bastante promissora”, conta Rocha. Após isso, foi constituída a equipe de sócios que se juntaram a Miguel Rocha: Gabriel Signoretti e Álvaro Negreiros, todos formados em engenharia da computação. O trio vinculou a empresa B2Soft à Inova Metrópole em 2018 e continuou a desenvolver o DrinkApp. Segundo Rocha, a atuação da empresa – que desenvolve aplicativos e sistemas de TI – trouxe aos empreendedores uma série de parcerias com empresas do ramo de bebidas, o que ajudou no desenvolvimento de estratégias de venda. “A ideia dessas parcerias é fazer com que o usuário, mesmo acessando outro aplicativo de bebidas, possa ser redirecionado ao DrinkApp na hora de fazer o pedido e comprar o produto, já que é o nosso aplicativo que traz a opção de fechar a compra”, explica Álvaro Negreiros. Segundo os sócios, o número de pessoas que buscam informações sobre promoções e venda de bebida é significativo. São mais de 4,5 mil pessoas a utilizarem sistemas de busca de preços promocionais todos os dias. Após o lançamento do aplicativo, os desenvolvedores do DrinkApp pretendem levar o produto para mais cidades. “Não temos nenhum outro negócio semelhante no Norte e Nordeste e pretendemos, após garantirmos a estabilidade no mercado local, fechar parcerias com mais lojas dessas regiões”, informa o sócio Gabriel Signoretti. Conheça mais sobre o app no site: www.drinkapp.com.br 

DUNA Bioinformatics

incubada

Duna Bioinformatics é pioneira no mercado de bioinformática natalense Além de facilitar a vida de muita gente, a tecnologia tem auxiliado inúmeras áreas de pesquisa. Uma delas é a genética, campo da ciência que tem despertado bastante interesse de empresas e profissionais que buscam melhorar o tratamento de pacientes com complicações como câncer, entre outras. Diante dessa realidade, o farmacêutico e pesquisador José Eduardo Kroll e o professor universitário Sandro José de Souza – um dos pioneiros da genômica e da bioinformática no Brasil – resolveram criar a empresa Duna Bioinformatics. Especializada em serviços de bioinformática, a empresa deu início às atividades em setembro de 2018 e atualmente se encontra em fase de pré-incubação da incubadora de empresas Inova Metrópole, do Instituto Metrópole Digital (IMD/URN). Segundo José Eduardo, a ideia surgiu para atender a uma demanda não apenas da saúde, mas também do próprio mercado. “Temos uma quantidade considerável de gente se formando na área de bioinformática e pensamos em captar essa mão de obra”, conta o sócio. Atualmente, a Duna Bioinformatics, que conta com parceria da Biominas Brasil, oferece análises computacionais de dados de genoma, transcriptoma e proteoma, além de consultorias, serviços customizados e desenvolvimento de softwares. “Um exemplo prático de nossos serviços é o de um hospital que nos envia o sequenciamento de um tumor. Recebemos essas informações, fazemos a análise computacional e emitimos um parecer, que ajuda o médico a saber, por exemplo, quais os melhores medicamentos para o tratamento do caso”, explica José Eduardo. Com a análise genética completa, são muitos os benefícios trazidos ao tratamento dos pacientes, já que as informações levantadas baseiam todo o diagnóstico médico. Para o desempenho de suas atividades, a empresa faz uso de recursos computacionais avançados, como processamento em nuvem e toda a estrutura informacional do IMD. Além disso, uma equipe especializada de professores universitários auxilia nas análises e no desenvolvimento dos serviços da empresa. Pioneirismo promissor Sendo uma empresa pioneira em sua área de atuação, o futuro do mercado da Duna Informatics é bastante promissor. “Além da questão de sermos pioneiros, também percebemos que o processamento genético tem sido cada vez mais procurado, o que facilita bastante a procura por nossos serviços especializados de bioinformática por parte de clínicas, hospitais e profissionais da saúde”, acrescenta o farmacêutico. Mas a Duna Informatics também enfrenta desafios. “Somos um mercado ainda pequeno e precisamos mostrar a importância do nosso serviço para a sociedade. Por isso nós trabalhamos nessa questão da educação, para informar e conscientizar sobre como a bioinformática é positiva para a promoção da saúde”, diz José Eduardo.   Saiba mais sobre a empresa em: www.dunabioinfo.com.

Ecomp Tecnologia

incubada

Criada para gerar soluções inteligentes em negócios através da tecnologia, a Ecomp  – SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS EM NEGÓCIOS resolveu dar um passo à frente quando passou a desenvolver uma plataforma para atingir um público mais amplo, o usuário comum de informática. Foi assim que surgiu o seu serviço de marketplace, que objetiva conectar profissionais que oferecem assistência técnica a clientes individuais. A nova plataforma em desenvolvimento pela Ecomp, no entanto, convive bem com sua principal atividade atualmente, que é a oferta, por meio de contratos empresariais, de um serviço que cuida de todas as necessidades de TI de uma empresa. Dessa forma, são realizados desde a aplicação e o gerenciamento de backups automáticos, a estruturação de redes de computadores, ou ainda uma assessoria em inovações. Além disso, a Ecomp também presta o suporte contínuo a seus clientes, cuidando do funcionamento e da qualidade do serviço. E, apesar do contrato empresarial ser seu forte, suas atividades também abrangem o atendimento técnico de informática para clientes em geral, como é o caso de manutenção de dispositivos ou instalação remota de aplicações. Assim, a empresa mantém uma economia saudável, tendo movimentado cerca de R$ 300 mil no ano passado e concluído 230 atendimentos nos últimos seis meses. Além disso, já cumpriu mais de 1100 ordens de serviços avulsos desde que ingressou na incubadora Inova Metrópole, em 2016. E também já firmou 33 contratos empresariais desde o seu surgimento, em 2015. Marketplace A plataforma em desenvolvimento pela empresa, que visa criar um marketplace que ligue clientes a técnicos de informática, é única no Rio Grande do Norte. Como os profissionais são aprovados por meio de cadastro, tem a vantagem de passar garantia e segurança aos clientes. Outra vantagem é a assistência remota, através de aplicação fornecida pela EComp para profissional e cliente. Por hora, no entanto, a plataforma encontra-se desativada para que a empresa possa realizar aprimoramentos. A ideia é que passe a ser completamente automatizada, tanto para os clientes como para os técnicos. Mas o serviço não deixou de ser prestado, já que os clientes ainda podem procurar a Ecomp mesmo no caso de serviços mais simples e para pessoas físicas. Hoje, a empresa com conta com 12 colaboradores - entre estagiários, técnicos, sócios e demais prestadores de serviço. Foi fundada por Francisco Queiroz e Lair Solano, ambos formados em Engenharia da Computação na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). A companhia foi uma iniciativa de Francisco, que planejava voltar a empreender, depois que teve um serviço informal de Tecnologia da Informação (TI) antes da graduação. Assim, juntou-se ao seu colega de turma e formou a sociedade atual. Saiba mais sobre a Ecomp no site www.ecomptec.com.br.

E-paper

incubada

E-paper Festa: temas personalizados para a sua comemoração   Um modelo de negócio inovador para venda de decoração de eventos. É isso o que oferece a E-paper Festa, empresa inserida no programa de incubação da Inova Metrópole, incubadora de empresas do Parque Tecnológico. A empresa atua por meio de uma plataforma online, na qual temas variados – que vão de aniversários infantis até jantares executivos – são disponibilizados para downloads aos clientes, com todas as instruções necessárias para montar e usar as peças. Assim, o serviço se destaca pelo acesso fácil e rápido ao produto desejado. Outro serviço que a plataforma permite é a personalização dos temas, para conter detalhes como nomes e demais informações específicas, além de disponibilizar orientações e recomendações, como o tipo de papel a ser usado e processos de montagem. Para conhecer os modelos de aquisição e comprar os produtos, você deve se cadastrar no endereço eletrônico da plataforma. A E-paper, no entanto, também realiza diretamente a organização e decoração de eventos, mas só que de maneira restrita à região da Grande Natal. Com a metodologia de venda online, o negócio se volta para dois públicos, ofertando pacotes que atendem tanto a quem deseja montar a própria festa como as profissionais da área. Para isso, a empresa vende um acesso temporário, que pode ser de um mês a um ano, com diferentes quantidades de downloads. A sócia da E-paper Festa, Ana Flávia Maia, é formada na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), no curso de arquitetura. Atualmente a empresa está instalada na sede do Instituto Metrópole Digital (IMD). Para mais informações sobre a E-paper Festa e seus serviços, acesse http://loja.e-paperfesta.com.br/